Tamanho do texto

Sem querer se aprofundar na questão, o treinador da Macaca admitiu que o meia Cachito Ramírez e o atacante Rildo fizeram falta contra o Flu

A Ponte Preta jogou bem apenas nos 30 primeiros minutos da partida contra o Fluminense , disputada neste domingo, no Moisés Lucarelli. Esta é a visão do técnico Paulo César Carpegiani, que afirmou após a partida ter ficado satisfeito com e empate, diante do panorama do jogo.

"Nos últimos 15 minutos (do primeiro tempo), (o futebol) desceu acintosamente. A partir daí nos descontrolamos, abrimos um pouco e tivemos dificuldades. O Fluminense se postou bem defensivamente. Poderíamos ter jogado três ou quatro dias, que teríamos enorme dificuldade", declarou.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Campeonato Brasileiro

Sem querer se aprofundar na questão, o treinador da Macaca admitiu que o meia Cachito Ramírez e o atacante Rildo fizeram falta contra o Flu.  "Nós tivemos a parte coletiva razoável, mas na parte individual deixamos a desejar. Teve muita insegurança. No próprio pênalti (cometido por Chiquinho em Igor Julião), tínhamos a jogada controlada", afirmou.

Apesar de reconhecer que a equipe sentiu a ausência de Ramírez, Carpegiani elogiou a atuação do meia Giovanni, substituto do peruano neste domingo.

"O Giovanni é um jogador interessante, vibrante, jovem. Fez 30 minutos muito bons. Deixou o Régis na cara do gol, numa bola de inteligência. Cansou um pouco no final, mas faz uma função interessante", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.