Tamanho do texto

Derrotado na última rodada pelo líder Botafogo, o Vitória quer usar a força como mandante neste Campeonato Brasileiro para se recuperar na competição e manter a boa campanha

Na primeira partida de Guto Ferreira no comando da Portuguesa, o torcedor rubro-verde renovou sua esperança em relação à permanência da equipe na Série A e comemorava o reencontro com a vitória até o último lance do jogo, quando o Criciúma buscou o empate. O gol foi ‘uma ducha de água fria’ sobre a equipe do Canindé, mas, na próxima rodada, a Lusa tem a chance de provar que foi apenas um lance em que faltou sorte. Neste domingo, a equipe paulista visita o Vitória, no Estádio do Barradão, às 18h30 (de Brasília).

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Desatento no final do jogo, o time da Portuguesa já havia sofrido outros gols nos lances finais. Diante do Náutico, no Estádio dos Aflitos, a equipe de Canindé ganhava o jogo até os acréscimos, mas deixou o triunfo escapar. Contra o Atlético-PR, em casa, a Lusa atuou com um jogador a menos na etapa final, segurava o empate, mas falhou pouco antes do apito final.

"São pontos importantes que deixamos escapar. Eu acredito que a maioria dos gols saem no começou ou no final do jogo, quando a concentração está mais baixa. Isso não pode mais acontecer. Agora temos que melhorar no aspecto para ninguém ficar triste no vestiário", afirmou o meia Moisés, que deve voltar a ser titular neste domingo.

Recém-chegado, Guto Ferreira ainda tenta implantar sua filosofia, mas tem que encarar um problema fora das quatro linhas: o alto número de jogadores no departamento médico. Lima, Ivan, Lucas Silva , Alê, Henrique, Muralha, Diego Viana, Diogo, Bruninho e Douglas Washington seguem sem condições de jogo.

No treino desta sexta-feira, o treinador ganhou mais um problema para o jogo, já que o volante Corrêa não participou do treinamento coletivo e virou dúvida para o confronto. Desta forma, Guto Ferreira optou por escalar três jogadores na armação, deixando a Portuguesa mais ofensiva mesmo em um confronto fora de casa.

A boa atuação no último jogo garantiu Bruno Henrique na equipe titular, enquanto Gilberto foi o escolhido de Guto Ferreira para colocar a bola na rede. Desta forma, a Portuguesa encara o Vitória com a seguinte formação: Lauro, Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Bruno Henrique, Moisés, Souza e Cañete; Gilberto.

Derrotado na última rodada pelo líder Botafogo, o Vitória quer usar a força como mandante neste Campeonato Brasileiro para se recuperar na competição e manter a boa campanha. Após o revés na quinta-feira, o treinador Caio Júnior, ciente da importância de um bom resultado, convocou a torcida rubro-negra para o confronto.

"É um jogo onde precisamos ter o apoio da torcida, mesmo perdendo estamos junto com o grupo de cima (na tabela de classificação). O momento é crucial e o fator casa tem que prevalecer. O torcedor tem que incentivar nossos atletas, fortalecer e eles precisam disso", destacou o comandante do Vitória, que espera ter o estádio lotado diante da Lusa.

Na sexta colocação, com 15 pontos ganhos, o Vitória faz uma boa campanha no Campeonato Brasileiro e confirma o bom primeiro semestre sob o comando de Caio Júnior. A Portuguesa tem apenas uma vitória na competição e vive situação delicada na competição. Com apenas oito pontos, o time rubro-verde é o penúltimo colocado na tabela de classificação.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X PORTUGUESA

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA)
Data: 4 de agosto de 2012
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Guilherme Dias Camilo (MG)

PORTUGUESA: Lauro, Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Bruno Henrique, Moisés (Corrêa), Souza e Cañete; Gilberto
Técnico: Guto Ferreira

VITÓRIA: Wilson, Daniel Borges, Gabriel Paulista, Fabrício e Danilo Tarracha; Michel, Cáceres, Renato Cajá e Escudero
Técnico: Caio Júnior

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.