Tamanho do texto

Jogador diz que se sente mal quando do coração e de camisa perde e fala que todos precisam mostrar reação em campo

Diogo, atacante da Portuguesa,
DJALMA VASSÃO / Gazeta Press
Diogo, atacante da Portuguesa,

Ainda em fase de recuperação, Diogo vai ser poupado da partida contra o Vitória, neste domingo, no Estádio do Barradão, mas está bem perto de retornar os gramados para ajudar a Portuguesa na fuga do rebaixamento. Nesta sexta-feira, o atacante treinou normalmente com o restante do elenco e chegou a fazer um trabalho separado depois que Guto Ferreira encerrou as atividades no CT do Parque Ecológico. Torcedor da Lusa, o jogador admitiu que vem sofrendo bastante com a atual situação da equipe, mas prometeu empenho por uma mudança.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Eu me cobro bastante, fico mal se o time perde. É uma cobrança particular minha", afirmou Diogo, que diz ter o ‘coração rubro-verde’. Com forte identificação no Canindé, o atacante está ciente da cobrança da torcida, que deseja ver o jogador repetir o mesmo bom desempenho que o elevou ao status de ídolo na Portuguesa.

Em seu retorno, no entanto, Diogo ainda não conseguiu ter uma boa sequência de jogos com a camisa da Portuguesa e está ‘devendo’ para o torcedor. Diante de uma má fase no Canindé, o atacante prefere dividir a responsabilidade com seus companheiros, já que o momento complicado exige a união do grupo.

"O time todo precisa mostrar reação, não só eu. É o momento de juntar nossas forças, com um novo treinador, com um novo comando, para dar uma emplacada na competição", projetou Diogo, confiante após a chegada de Guto Ferreira para o cargo de treinador.

Sem tempo para descanso, o atacante segue treinando com mais intensidade do que seus companheiros, realizando atividades extras após o encerramento dos exercícios de Guto Ferreira. "Fiquei duas semanas parado e estou voltando agora. É bom treinar um pouco a mais para adquirir ritmo aos poucos", explicou Diogo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.