Tamanho do texto

O jogo abre a temporada do futebol francês, reunindo em um único jogo o último campeão da primeira divisão nacional (Paris Saint-Germain) e o campeão da Copa da França (Bordeaux)

PSG é campeão da Supercopa da França
Getty Images
PSG é campeão da Supercopa da França

Quando parecia que a decisão do título seria na cobrança de pênaltis, o brasileiro Alex aproveitou cruzamento em cobrança de falta, subiu mais alto que todos e marcou um belo gol de cabeça, garantindo a virada ao Paris Saint Germain sobre o Bordeaux e o título da Supercopa da França.

O clube parisiense sofreu o primeiro gol no primeiro tempo, aos 38, quando Saivet marcou de cabeça, e só conseguiu empatar aos 36 do segundo tempo, quando Ongenda, que saíra do banco, marcou. O zagueiro brasileiro, aos 49 minutos da segunda etapa, no último lance do jogo, garantiu a vitória com uma bela cabeçada.

A partida disputada em Libreville, no Gabão, marcou a estreia oficial de Laurent Blanc como treinador do Paris Saint-Germain. Esta foi a terceira vez que o Paris Saint-Germain venceu o a Supercopa da França. As outras conquistas foram em 1995 e 1998.

A Supercopa tradicionalmente abre a temporada do futebol francês, reunindo em um único jogo o último campeão da primeira divisão nacional (Paris Saint-Germain) e o campeão da Copa da França (Bordeaux).

O jogo
Superior tecnicamente, o PSG tomou a iniciativa do jogo, e criou a primeira oportunidade de gol aos 10 minutos do primeiro tempo. Pastore fez jogada pela esquerda e tocou para Lavezzi, que invadiu a área e chutou forte, obrigando o goleiro Carrasso a espalmar para escanteio.

Aos 19 minutos, Lucas fez jogada individual pela direita e sofreu falta. Na cobrança, Thiago Motta colocou na área, Thiago Silva subiu sozinho, mas não conseguiu desviar para o gol.

A resposta do Bordeaux veio um minuto depois, quando a equipe do brasileiro Mariano chegou pela primeira vez com perigo. Após o corte da zaga do PSG, Obraniak chutou de primeira, mas Sirigu, bem posicionado no meio do gol, encaixou a bola sem problemas.

Lavezzi recebeu mais um ótimo passe de Pastore, mas novamente não conseguiu fazer o gol. Desta vez, Pastore fez a jogada pelo meio e tocou para Pastore, que entrava pelo lado direito da área. O atacante argentino retardou a finalização e acabou chutando prensado.

Lucas em ação pelo PSG contra o Bordeaux
Getty Images
Lucas em ação pelo PSG contra o Bordeaux

A partir dos 30 minutos, a superioridade física do Bordeaux passou a fazer a diferença, e o Paris Saint-Germain começou a ter dificuldades para sair do campo de defesa. Aos 38 minutos, Saivet aproveitou cruzamento da esquerda e subiu sozinho, no meio da defesa da equipe parisiense, para abrir o placar para o Bordeaux.

Depois do gol, o Bordeaux voltou a adotar a postura dos primeiros minutos e recuou o time, marcando o Paris Saint-Germain atrás da linha do meio de campo. Com Ibrahimovic mais adiantado, jogando como centroavante e não mais como armador, a equipe de Blanc pressionou, mas não conseguiu chegar com perigo ao gol de Carrasso.

O PSG começou o segundo tempo tentando pressionar o Bordeaux, mas encontrou dificuldades para sair da forte marcação do Bordeaux. Aos três minutos, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Ibrahimovic, que dominou e caiu na área após ser desarmado pelo zagueiro do Bordeaux. Apesar da cara de dor do sueco, o árbitro nada marcou.

Ibrahimovic manteve os primeiros minutos da segunda etapa o mesmo posicionamento do primeiro tempo, longe da área, ajudando Pastore na armação das jogadas. E o PSG continuou insistindo nas enfiadas de bola para Lavezzi, principal referência do ataque.

O Bordeaux ficou muito perto de chegar ao segundo gol. Aos 10 minutos, Ibrahimovic perdeu a bola e, após contra-ataque rápido, a bola sobrou para Belay, que arriscou de fora da área. O chute passou perto do gol esquerdo de Sirigu. Dois minutos mais tarde, Poko invadiu a área em velocidade e ficou frente a frente com o goleiro do PSG, que salvou sua equipe com uma linda defesa.

O Paris Saint-Germain chegou a balançar as redes aos 33 da segunda etapa, quando Jallet cruzou e Ibra completou para o gol. Um dos auxiliares, no entanto, levantou a bandeira e anulou de forma equivocada o lance. Três minutos mais tarde, a equipe parisiense marcou novamente, e dessa vez a arbitragem validou o gol. Lucas tocou para Ibrahimovic, que passou de primeira para Ongenda. O atacante francês finalizou no canto de Carrasso e empatou o jogo.

No último lance da partida, aos 49 minutos, uma falta perto da grande área garantiu o título ao PSG. O zagueiro brasileiro Alex aproveitou a cobrança e, de cabeça, marcou o gol que garantiu a virada e o título à equipe de Paris.

FICHA TÉCNICA
PARIS SAINT-GERMAIN 2 X 1 BORDEAUX

Local: Stade de l'Amitié, em Libreville (Gabão)
Data: 3 de agosto de 2013, sábado
Horário: 15h45 (de Brasília)

Cartões amarelos: Nguemo (Bordeaux) e Matuidi (PSG)

Gols: Paris Saint-Germain: Ongenda, aos 36 do segundo tempo, e Alex, aos 49 do segundo tempo
BORDEAUX: Saivet, aos 38 do primeiro tempo

PARIS SAINT-GERMAIN: Sirigu; Jallet, Alex, Thiago Silva, Maxwell; Thiago Motta (Verratti), Matuidi, Pastore (Ongenda) e Lucas; Lavezzi (Coman) e Ibrahimovic.
Técnico: Laurent Blanc

BORDEAUX: Carrasso; Mariano, Lamine Sané, N’Guemó, Poundjé; Sertic, Obraniak, Poko, Plasil (Jussiê), Belay (Sacko); Saivet (Ben Khalfallah)
Técnico: Francis Gillot

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.