Tamanho do texto

Treinador são-paulino, que trabalhou em Portugal por quase 12 anos, exalta a história e a força do rival deste sábado

Paulo Autuori observa a final da Copa Audi, entre Bayern e Manchester City, ao lado de Rogério Ceni
Divulgação/Site oficial do São Paulo
Paulo Autuori observa a final da Copa Audi, entre Bayern e Manchester City, ao lado de Rogério Ceni

Depois da campanha pífia na Copa Audi, o técnico Paulo Autuori volta a um país em que conhece muito bem para lutar pela reabilitação do São Paulo . Neste sábado, o ex-treinador do Benfica enfrenta justamente sua antiga equipe na Copa Eusébio, no estádio da Luz, em Lisboa.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Foram 11 anos e meio vivendo lá (em Portugal) e fiz muitos amigos. Minha filha, inclusive, nasceu no país e pude fazer grandes amizades. É um lugar que sempre estará em meu coração, porque foi o início da minha carreira", afirmou o técnico, ao site oficial tricolor.

Autuori chegou ao país europeu em 1986, dirigindo por duas vezes o Vitória de Guimarães e passando também por Nacional e Marítimo, antes de voltar ao Brasil em 1995, para ser campeão brasileiro pelo Botafogo. No ano seguinte, o técnico embarcou novamente a Portugal, onde dirigiu o Benfica por uma temporada. Mais tarde, teve novo ciclo pelo Vitória de Guimarães.

Veja também: Sem gol há mais de 10h, ataque do São Paulo preocupa o técnico Autuori

Com a experiência adquirida no clube de Lisboa, Autuori sabe que não terá um jogo fácil neste sábado, quando tentará acabar com a série de 14 partidas sem vitórias do Tricolor no ano.

"O ambiente lá é forte e com uma grande torcida. O Benfica é um clube com uma história riquíssima e vem crescendo bastante. Embora na última temporada o time tenha perdido a chance de conquistar alguns troféus, eles vivem uma sequência muito boa com o Jorge Jesus (treinador), que conheço há muito tempo", acrescentou.

Ciente do desgaste físico de sua equipe, Autuori disputará a penúltima partida da excursão ao exterior. "Vamos encontrar dificuldades, porque teremos um adversário qualificado e temos algumas limitações", completou o treinador, que, na sequência, só terá mais um compromisso antes de retornar ao Brasil, contra o Kashima Antlers, pela Copa Suruga, no Japão.

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.