Tamanho do texto

A transferência para o clube português se deu depois de quase dois meses afastado pelo técnico Ney Franco no São Paulo

O lateral esquerdo Cortez não trata o duelo com o São Paulo, às 15h45 (de Brasília) deste sábado, como amistoso. O jogador do Benfica leva a sério a partida contra sua ex-equipe - com a qual ainda tem contrato - e promete se esforçar ao máximo para sair vitorioso do Estádio da Luz, onde atuará pela primeira vez.

Cortez agora é jogador do Benfica
Divulgação
Cortez agora é jogador do Benfica

"Vai ser um jogo muito bom. A equipe do São Paulo é excelente, mas estaremos em casa, com apoio da nossa torcida. Temos que fazer nosso melhor, ir para cima do São Paulo, não deixar o São Paulo respirar, e mostrar a força desse estádio", disse o brasileiro à Benfica TV .

"O jogo vai ser especial pelo fato de estar pisando pela primeira vez neste estádio também. Estamos nos preparando para a competição que vai começar no dia 18, então é muito importante entrar determinado, focado no que o treinador nos pedir. Esquecer que é um jogo-treino e jogar à vera", acrescentou.

A transferência para o clube português se deu depois de quase dois meses afastado pelo técnico Ney Franco no São Paulo, motivo pelo qual ele parece guardar alguma mágoa. Logo em sua apresentação, no começo do mês passado, Cortez já havia falado da vontade de vencer este jogo, válido pela Copa Eusébio.

"Quando voltei (de lesão no joelho), não estava no mesmo ritmo dos outros. O treinador falou comigo, preferiu deixar o outro jogador (Thiago Carleto). Eu respeitei e continuei trabalhando, esperando. Daí me falaram que iriam me negociar. Fiquei bem tranquilo, mas trabalhando, sem desanimar jamais", falou, lembrando ainda ter sido destaque de diversas competições do Brasil nos últimos anos.

"Antes de ir para o Botafogo, fui eleito o melhor lateral carioca da primeira divisão. No Botafogo, ganhei o prêmio de melhor lateral do Brasileiro e cheguei à Seleção. Aí fui para o São Paulo, onde ganhei o prêmio de melhor lateral paulista e fui campeão da Sul-americana", comentou o agora benfiquista, às vésperas de reencontrar seus ex-companheiros tricolores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.