Tamanho do texto

Time bateu a Ponte Preta por 5 a 3 após três viradas no placar e voltou à liderança do Campeonato Brasileiro

Bottinelli conduz ataque do Coritiba
Giuliano Gomes/Gazeta Press
Bottinelli conduz ataque do Coritiba

Em uma das partidas mais emocionantes da edição 2013 do Campeonato Brasileiro , o Coritiba bateu a Ponte Preta por 5 a 3 após três viradas no placar e voltou à liderança da competição, pelo menos até o Botafogo entrar em campo, nesta quinta-feira. Emoção para o torcedor, mas irritação para o goleiro Vanderlei, que não ficou satisfeito com a atuação do sistema defensivo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Um jogaço, com vários gols, chances para os dois lados. Mas a gente pecou demais. Não vinha tomando gols e tomou três. Mas a equipe teve poder de reação e isso foi o mais importante", avaliou o camisa 1 coxa-branca, que espera menos falhas para matar os jogos, especialmente em casa, sem tanto drama. "Agora a gente sabe que não pode errar tanto. É trabalhar para não tomar os gols e definir as partidas", acrescentou.

Mais uma vez o talento de Alex apareceu no mento certo, quando o Alviverde estava pela segunda vez atrás no placar. Com um gol de falta em cobrança perfeita, no ângulo, o meia mostrou que confiança pode fazer a diferença. "Penso (na hora da cobrança) que eu treino muito e tenho que fazer valer a pena no jogo. Era um momento dificil, estava 3 a 2 para a Ponte e era uma oportunidade única. Fui com confiança de quem treina e fiz o gol", contou.

O garoto de ouro coxa-branca também mostrou preocupação com as falhas defensivas, especialmente com o pouco tempo para trabalhar antes de encarar o Cruzeiro. "Erramos muito, não podemos tomar três gols, e teremos que recuperar os jogadores, porque não terá tempo nem para treinar. Vamos pensar no que aconteceu hoje e aí vamos começar a pensar no Cruzeiro, que em Belo Horizonte é muito forte", avaliou.

Entretanto, o destaque da noite no Alto da Glória foi o meia Lincoln, que entrou como titular, marcou dois gols e ainda deu uma assistência. Dor de cabeça boa para o técnico Marquinhos Santos resolver. "Méritos da equipe. Pude contribuir bem. Hoje, não só pelos gols, mas pelo meu comportamento na partida, foi superimportante para mim. Procurei fazer aquilo que o Marquinhos pediu e acho que fiz bem", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.