Tamanho do texto

Clube vai destinar 10% de renda de partida para entidade e vai jogar mês de agosto com o nome da campanha na camisa. Torcida poderá fazer doações pelo telefone

Mario Gobbi e Igor visitaram a AACD nesta quinta-feira
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Mario Gobbi e Igor visitaram a AACD nesta quinta-feira


O Corinthians anunciou campanha nesta quinta-feira para ajudar a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). O presidente Mário Gobbi e o lateral-esquerdo Igor foram à sede da entidade no bairro do Ibirapuera em São Paulo para visitar as instalações, conversar com crianças assistidas no local e para anunciar uma campanha de doações que vai durar todo o mês de agosto. 

Até o dia 31, estará no ar um site (www.aacd.org.br/fielaacd) e um número de telefone com uma linha exclusiva (11 3003-1910) para receber doações dos torcedores do time. O valor mínimo da doação é de R$ 10. 

O Corinthians vai jogar suas partidas neste mês com "Fiel AACD", o nome da campanha, estampado na sua camisa e vai destinar 10% da renda do jogo contra o Criciúma, dia 20 de outubro, para a entidade. No mesmo fim de semana será realizado o Teletom, programa que também ajuda a AACD. A entidade atende em média 6.400 crianças por dia. 

O garoto propaganda da campanha é Felipinho, de 12 anos. Ele nasceu sem parte dos braços e das pernas. Corintiano, ele usa duas próteses doadas pela AACD e em ambas estampou as cores do Corinthians e o escudo do clube. "Não fosse a AACD não faria o que eu faço hoje, não andaria. E o Corinthians, com seus 30 milhões de torcedores, pode ajudar muito a gente", disse o garoto, que gravou um vídeo para a campanha ao lado do técnico Tite. 

A AACD espera que a iniciativa corintiana anime outros clubes a também investir na causa. "Estamos sempre abertos e torcemos para que essas ações se multipliquem. Todos clubes têm um papel importante na sociedade e o Corinthians está assumindo a dele", disse João Octaviano Machado Neto, CEO da AACD.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.