Tamanho do texto

Em seis partidas no comando interino do time, o treinador acumulou três vitórias e só uma derrota

Técnico interino do Santos, Claudinei Oliveira garante não se incomodar com a sua situação no clube. Indagado sobre o posicionamento da direção do Peixe, que ainda não tomou a decisão de efetivá-lo ou não no cargo, o treinador preferiu manter a calma e lembrar que precisa continuar provando, no dia-a-dia, que merece a oportunidade que está recebendo no comando da equipe praiana.

Sem acordo com Kleber, Santos desiste da contratação do atacante

"Não é sofrimento (essa situação), pelo contrário. É um prazer dirigir o Santos. Entendo o que o doutor Odílio (Rodrigues, vice-presidente) falou. Sabemos que, no futebol brasileiro, não dá para fazer nada a longo prazo. No futebol internacional, as vezes, um técnico fica 20, 30 anos em um clube. Mas, aqui, isso não é normal nem para os consagrados, os ‘tops’, imagina para o Claudinei, que está começando agora", declarou o treinador.

Claudinei Oliveira, técnico interino do Santos
Ricardo Saibun/Divulgação Santos FC
Claudinei Oliveira, técnico interino do Santos

Com seis jogos a frente do time santista, acumulando três vitórias (Atlético-MG, São Paulo e Portuguesa), dois empates (Grêmio e CRAC) e uma derrota (Criciúma), o comandante não se abate com as especulações que dão conta de que os alvinegros poderiam buscar um outro técnico, caso a equipe não conquiste bons resultados. Anteriormente, os argentinos Marcelo Bielsa e Gerardo Martino foram procurados, mas não chegaram a um acordo com a diretoria.

Neílton agradece a Claudinei e se esquiva de comparações com Neymar

"Vou ‘humildezinho’, trabalhando com seriedade, porque nada é definitivo. Acho que o Odílio foi feliz na sua análise e não me incomodo com rótulos de ‘tampão’, interino, etc. O meu objetivo é ganhar mais jogos no Santos, visando agregar para o clube e para a minha carreira", concluiu.

Vale destacar que o Santos volta a campo diante do Coritiba, no próximo domingo, a partir das 16 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em confronto válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.