Tamanho do texto

O representante do jogador na Europa deu a entender que existem dois clubes de olho no futebol do goleiro botafoguense: Napoli e Roma

O Botafogo continua sendo um dos clubes mais assediados por empresários estrangeiros para negociar seus atletas na janela de transferências internacionais. Depois do meia Fellype Gabriel, que se transferiu para o Sharjah FC, dos Emirados Árabes Unidos, o clube corre o risco de perder outras peças importantes para o técnico Oswaldo de Oliveira. Quem entrou nessa lista foi o goleiro Jéfferson, muito valorizado por ter sido convocado pelo técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, para a disputa da Copa das Confederações.

Botafogo treina sem Fellype Gabriel, que viaja para concluir transferência

Na semana passada, de dentro do próprio Botafogo, vazou a informação de que um agente ligado ao Manchester United procurou o clube para ter informações sobre o atleta. Uma proposta não foi apresentada, apenas sondagens, mas existiu a promessa de que o jogador continuará sendo analisado e que uma investida poderá acontecer nas próximas semanas. A imprensa inglesa, por sua vez, diz que o Tottenham também estaria de olho no goleiro do Botafogo, que tem contrato com o clube até 2015, mas está aguardando para fazer uma proposta.

Jefferson pode deixar o Botafogo
André Mourão / Agência O Dia
Jefferson pode deixar o Botafogo

Nesta quinta-feira o site italiano Tuttomercatoweb , que monitora transações envolvendo clubes da Itália, publicou uma entrevista de Alessandro Alberti, agente Fifa que se apresenta como representante de Jéfferson na Europa. O empresário deu a entender que existem dois clubes de olho no futebol do goleiro botafoguense: Napoli e Roma.

"No Napoli o Jéfferson encontraria a concorrência do De Sanctis, que inclusive está na frente dele no clube. Porém, o Rafa Benítez (técnico espanhol que assumiu o comando do time) pretende ter dois goleiros de ponta e pediu isso aos dirigentes. Já na Roma com certeza o Jéfferson seria titular e se o clube for atrás nessa negociação tem chance de levar o jogador. O goleiro do Botafogo tem porte físico muito parecido com o Dida, que foi da Seleção Brasileira e fez sucesso no futebol italiano", informou o agente.

A diretoria do Botafogo não se posicionou oficialmente sobre a negociação de Jéfferson para um clube europeu, já que só fala sobre negociações quando elas estão concluídas. Porém, vivendo uma grave crise financeira, com os salários dos jogadores atrasados em dois meses, dificilmente o Alvinegro vai resistir ao assédio de um time da Europa.

Nesse cenário, a única coisa que pode atrapalhar o desfecho das negociações é a vontade do jogador de permanecer no Botafogo pelo menos até a disputa da Copa do Mundo de 2014. Além da identificação com o Glorioso, onde ele sonha em ganhar um título nacional e disputar uma Copa Libertadores, o arqueiro não pretende correr riscos de perder espaço com Luiz Felipe Scolari ficando no banco de reservas na Europa.

Se a situação de Jéfferson ainda é indefinida, o mesmo não acontece com o volante Fabiano, de 21 anos, revelado nas categorias de base do clube. Com contrato até 2014, o jogador foi emprestado até o fim do ano ao Red Bull Brasil-SP, clube da cidade de Campinas (SP) e que vai disputar a Série A-2 do Campeonato Paulista. A ideia dos dirigentes é fazer o atleta pegar mais experiência para voltar em condições de ser titular no próximo ano, ou, pelo menos disputar posição. Fabiano teve poucas oportunidades com Oswaldo de Oliveira.