Tamanho do texto

O volante Nilton se destacou na partida ao anotar dois gols na goleada celeste por 5 a 0

O Cruzeiro estreou com o pé direito no Campeonato Brasileiro. A equipe mineira não deu chances para o Goiás no Independência, e aplicou uma goleada por 5 a 0, em cima dos esmeraldinos. Mostrando visível superioridade técnica, o time celeste provou que entra forte na competição nacional para brigar pelo título.

O Cruzeiro tem condições de buscar o título do Brasileirão? Comente

O resultado foi construído com o Cruzeiro explorando as fragilidades defensivas do Goiás. O primeiro gol foi anotado pelo armador Diego Souza, na sequência Bruno Rodrigo e Nilton também marcaram desviando cobrança de escanteio. Ainda no primeiro tempo, o centroavante Borges também deixou sua marca de artilheiro. Na etapa final, Nilton voltou a marcar de cabeça fechando a goleada. Com o resultado, o Cruzeiro lidera o Brasileiro pelo saldo de gols.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro terá compromisso contra o Atlético-GO, no primeiro teste da Raposa fora de casa. Já o Goiás, vai receber o Corinthians, no estádio Serra Dourada. Os dois jogos estão marcados para a próxima quarta-feira.

Borges, Bruno Rodrigo e Diego Souza marcaram para o Cruzeiro
Washington Alves/VIPCOMM
Borges, Bruno Rodrigo e Diego Souza marcaram para o Cruzeiro

O jogo
Atuando em casa, o Cruzeiro começou o jogo pressionando o Goiás, e a blitz cruzeirense não demorou a surtir efeito. Aos cinco minutos, Dagoberto cobrou falta pela esquerda, a defesa esmeraldina falhou e Diego Souza mandou para as redes, abrindo o placar no Independência e levando o torcedor celeste à loucura nas arquibancadas.

Mesmo em vantagem no placar, a Raposa seguiu com as rédeas da partida, criando as principais jogadas ofensivas. Aos poucos, o time goiano começou a adiantar as linhas de marcação e ameaçou o goleiro Fábio em algumas oportunidades, mas com pouca intensidade para um time que precisava virar o marcador.

Melhor no duelo, o Cruzeiro chegou a balançar as redes pela segunda vez com Everton Ribeiro, mas o árbitro Ronan Marques da Rosa viu impedimento no lance. Aproveitando uma instabilidade defensiva no Goiás, o time mineiro abusou das bolas alçadas na área, com os laterais Ceará e Egídio trabalhando bastante no jogo.

Diego Souza em ação pelo Cruzeiro contra o Goiás
Washington Alves/VIPCOMM
Diego Souza em ação pelo Cruzeiro contra o Goiás

Bem postado em campo, o Cruzeiro dificultou bastante a saída de bola dos visitantes, que optaram por trocar passes no campo defensivo. Quando recuperava a posse de bola, a Raposa era mortal. Aos 30, Borges tentou finalização cruzada e Harlei operou milagre para mandar para escanteio. Na cobrança, o zagueiro Bruno Rodrigo subiu mais que os defensores esmeraldinos e testou para o gol, ampliando o placar.

A defesa do Goiás seguiu perdendo as bolas pelo alto para os jogadores cruzeirenses. Aos 40, em nova cobrança de escanteio, o volante Nilton não teve dificuldades para desviar de cabeça dilatando ainda mais o marcador no Horto. Antes do intervalo, em novo cochilo da defesa, Borges transformou o resultado em goleada, anotando o quarto gol e praticamente resolvendo o jogo no primeiro tempo.

O panorama da partida na etapa complementar sofreu poucas mudanças, com o Cruzeiro dominando inteiramente e o Goiás chegando somente em lances esporádicos. Somente após os dez primeiros minutos é que a Raposa diminuiu o ritmo e passou a girar a bola de um lado para outro, aguardando espaço para encaixar uma boa jogada.

Aos 15, os celestes conseguiram uma boa trama ofensiva, que terminou com ótima finalização cruzada do atacante Dagoberto, mas o goleiro Harlei estava atento para fazer ótima intervenção. Com a vitória encaminhada, o técnico Marcelo Oliveira resolveu fazer algumas mudanças para dar ritmo de jogo para atletas jovens. Dessa forma, Lucca e Elber foram acionados e voltaram a dar dinamismo para a partida.

A melhor chance de gol dos esmeraldinos em todo o jogo só apareceu aos 33, do segundo tempo, quando Eduardo Sasha penetrou na área da Raposa e finalizou com violência, mas errou o alvo. O Cruzeiro não demorou a dar a resposta, e novamente foi pelo alto, outra vez com o volante Nilton, que antecipou a zaga goiana para marcar o quinto, fechando o placar em 5 a 0, para os celestes, com direito a olé no final.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 5 X 0 GOIÁS

Local : Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data : 26 de maio de 2013, (domingo)
Horário : 18h30 (de Brasília)
Arbitro : Ronan Marques da Rosa (SC)
Assistentes : Carlos Berkenbrock (SC) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartão amarelo : (Goiás) William Matheus

Gols : Cruzeiro: Diego Souza, aos cinco e Bruno Rodrigo, aos 31, Nilton, aos 40 e Borges, aos 42 minutos do primeiro tempo; Nilton, aos 33 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO : Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Leandro Guerreiro, Nilton, Everton Ribeiro (Lucca) e Diego Souza (Elbert); Dagoberto (Ricardo Goulart) e Borges
Técnico : Marcelo Oliveira

GOIÁS : Harlei; Vitor, Ernando, Valmir Lucas e William Matheus; Amaral, Thiago Mendes, Renan Oliveira e Hugo (Ramon); Araújo (Eduardo Sasha) e Walter (Júnior Viçosa)
Técnico : Enderson Moreira