Tamanho do texto

Neymar da Silva Santos teme que negociações atrapalhem o atacante durante a Copa das Confederações: “Até 30 de junho não atendo telefone”

Neymar no jogo contra o Joinville, pela Copa do Brasil
Ricardo Saibun/Flickr Santos
Neymar no jogo contra o Joinville, pela Copa do Brasil

O pai e empresário de Neymar chegou a declarar nesta quinta-feira que “a novela” envolvendo a negociação do atacante do Santos para o Barcelona estava encerrada. O time paulista recusou proposta de R$ 65 milhões. Contudo, como a janela de transferências vai até o fim de agosto, novas ofertas podem ser feitas e o assunto ressurgir. Ainda assim, no que depender de Neymar da Silva Santos, nada será decidido até 30 de junho, data da final da Copa das Confederações.

Comente esta notícia com outros torcedores

“Até o fim da Copa das Confederações não se fala em transferência. Esse é um momento importante da carreira do Neymar, vai jogar com a seleção no Brasil e precisa estar focado apenas nisso. Nada pode atrapalhar durante esse período. Se ligarem eu não atendo o telefone”, disse o pai de Neymar após evento em Santos , em que o atacante lançou projeto social. O atacante se apresenta à seleção no próximo dia 28, terça-feira.

O pai do jogador disse ainda que a recusa do Santos é sinal de que o contrato do atacante até julho de 2014 pode cumprido. Em seu discurso, cheio de incongruências, acusou o Santos de fazer leilão para lucrar algo com a saída de Neymar. “Não vou deixar o clube fazer leilão agora. Não vai fazer leilão”, reforçando que é o Santos que decide se aceita ou não liberar o atacante agora.

Leia mais : Daniel Alves diz que chegada de Neymar seria um "alívio" para Messi

“Depois da Copa das Confederações ele volta e cumpre seu contrato. O que não dá é ficar discutindo novos valores, fazendo leilão”, disse o pai do atacante. A multa rescisória do contrato de Neymar está avaliada em 65 milhões de euros (R$ 172 milhões). “O Santos encerrou o negócio. E quem negocia é o Santos. Mas eu como pai e empresário do Neymar quero o melhor para ele. Para mim deveria ser a multa, mas é o Santos que decide”, disse.

Raúl Sanllehí, diretor do Barcelona, esteve em Santos, hospedou-se na casa de Neymar no Guarujá, mas não tem pressa em fechar o negócio. Se o clube paulista aceitar a oferta, Neymar se junta ao Barcelona em agosto. Se não, ele espera até janeiro para assinar um pré-contrato sem pagar nada ao Santos. “Se as pessoas falam que Santos faz reunião, tem proposta, porque não resolvem?”, disse o pai de Neymar.

O Santos tem 55% dos direitos de uma futura negociação de Neymar. A DIS, grupo de investimento, tem 40% e Teisa, outro grupo, outros 5%.