Tamanho do texto

Classificado para a terceira fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro terá como adversário o Atlético-GO, que eliminou o Cianorte

Dedé fez sua estreia com a camisa do Cruzeiro
Washington Alves/VIPCOMM
Dedé fez sua estreia com a camisa do Cruzeiro

O Cruzeiro confirmou o favoritismo contra o Resende, nesta quarta-feira, no Mineirão, e avançou para terceira fase da Copa do Brasil. Sem dificuldades, o Cruzeiro venceu por 4 a 0, com enorme facilidade. Os celestes não foram ameaçados e desperdiçaram várias chances de construir um marcador bem mais elástico. O jogo marcou as estreias do zagueiro Dedé e do meia-atacante Lucca com a camisa celeste.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O primeiro gol foi anotado pelo atacante Dagoberto, que cobrou falta e contou com a colaboração do goleiro Mauro. Ainda no primeiro tempo o avante Borges ampliou. Na segunda etapa Borges marcou o terceiro e Lucca fechou a goleada. A partida contra os cariocas marcou a despedida do Cruzeiro do Mineirão, já que o estádio será entregue a Fifa para a Copa das Confederações, com a Raposa retornando ao gigante da Pampulha somente em julho.

Leia mais: Palmeiras aceita negociar e espera contato para ceder Souza ao Cruzeiro

Classificado para a terceira fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro terá como adversário o Atlético-GO, que eliminou o Cianorte, com vitória por 3 a 1, no estádio Albino Turbay, no interior paranaense, sem a necessidade de fazer o jogo de volta. Mas antes de pensar na Copa do Brasil, a Raposa passa a focar a estreia do Brasileiro, contra o Goiás, no próximo domingo, no Independência.

O jogo

Atuando em casa, o Cruzeiro começou pressionando os cariocas do Resende, e o gol não demorou a sair. Logo aos seis minutos Dagoberto cobrou falta e o goleiro Mauro aceitou, em um legitimo frango, ampliando ainda mais a vantagem da Raposa, que venceu o jogo de ida. Sem ser ameaçado, os mineiros dominaram as ações durante praticamente todo o tempo.

O Resende encontrou enorme dificuldade na saída de bola, o que permitiu aos zagueiros celestes se aventurarem no ataque em algumas ocasiões, já que a defesa teve pouco trabalho durante os 90 minutos. Aos 14, o Cruzeiro conseguiu emplacar uma ótima trama ofensiva que terminou com finalização de Borges para excelente defesa de Mauro, que se redimiu da falha no gol cruzeirense.

Atuando com tranquilidade, o time celeste abusou do direito de perder gols, mostrando displicência em algumas jogadas. O técnico Marcelo Oliveira percebeu a acomodação e passou a cobrar maior intensidade dos atletas em campo. Com a bronca, o Cruzeiro voltou a mostrar seriedade, e aos 22, Everton Ribeiro tentou arremate de fora área e quase ampliou o placar, com a bola saindo pela linha de fundo.

Jogadores do Cruzeiro comemoram um dos gols
Washington Alves/VIPCOMM
Jogadores do Cruzeiro comemoram um dos gols

O quarteto cruzeirense formado por Everton Ribeiro, Diego Souza, Borges e Dagoberto apareceu bem em vários momentos do jogo. Aos 29, uma tabela entre eles quase terminou em gol, mas a conclusão saiu sem direção. Aos 36, após cobrança de escanteio, a bola procurou o avante Borges dentro da área, que só teve o trabalho de empurrar para as redes, dilatando o placar no Mineirão.

Na volta para a etapa para a etapa complementar, o panorama da partida permaneceu o mesmo, ou seja, o Cruzeiro dominando inteiramente as ações sem ser incomodado. Aos três minutos, brilhou a estrela do atacante Borges, que com um chute rasteiro, da entrada da área, anotou o terceiro gol cruzeirense.

Em ritmo de treino e debaixo de chuva, os donos da casa diminuíram o ritmo, administrando a enorme vantagem e esperando um erro dos cariocas para chegar ao quarto gol. Atuando com um time bem diferente do que disputou o estadual do Rio de Janeiro, o Resende apresentou clara falta de entrosamento e de qualidade técnica.

Aproveitando a fragilidade do adversário, o comandante celeste fez alguns testes no Cruzeiro, colocando os jovens Elber, Lucas Silva e Lucca para atuarem no segundo tempo. As mudanças surtiram efeito, e aos 43, Elber deu assistência perfeita para Lucca, que na estreia pelo Cruzeiro fuzilou o goleiro Mauro para transformar o resultado em goleada.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 4 X 0 RESENDE

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 22 de maio de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22h (horário de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e José Reinaldo Júnior (DF)
Cartões amarelos: (Cruzeiro) Leandro Guerreiro (Resende) Deoclécio
Gols: CRUZEIRO: Dagoberto, aos seis e Borges, aos 36 minutos do primeiro tempo; Borges, aos três e Lucca, aos 43 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Leandro Guerreiro, Nilton (Lucas Silva), Everton Ribeiro (Elber) e Diego Souza; Dagoberto (Lucca) e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

RESENDE: Mauro; Marcelo, Thiago Sales, Admilton e Kim; Denilson (Deoclécio), Guto (Vinicius Casão), Waldecir e Rafael Carioca; Acosta (Clebson) e Geovane Maranhão
Técnico: Paulo Campos