Tamanho do texto

Tribunal entendeu que o meia não teve culpa pela presença de substâncias consideradas dopantes e encontradas em um remédio emagrecedor

O TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) do Rio de Janeiro julgou e absolveu, nesta quarta-feira, o meia Carlos Alberto, do Vasco , do caso de doping, por conta do qual estava suspenso preventivamente.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O julgamento durou cinco horas e por quatro votos a um, a suspensão da punição, pedida pela advogada Luciana Lopes, representante do Vasco e filha do presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Veja também: Vasco prega tranquilidade e o fim da afobação para brilhar no Brasileiro

O meia foi flagrado em exame antidoping realizado no dia 2 de março pelo uso da substância hidroclorotiazida e carboxi-tamoxifeno, substâncias encontradas em remédios emagrecedores. A promotoria deve recorrer da decisão junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).