Tamanho do texto

No lendário estádio do Barça, Felipão, que não pôde encontrar com os compatriotas Daniel Alves e Adriano, lesionados, também conversou sobre sua vida particular com o Rosell

Felipão e o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, encontraram-se no Camp Nou, na tarde deste domingo, durante o jogo contra o Valladolid, pelo Campeonato Espanhol. Colegas no início da última década, os dois tiveram como principal assunto a possível transferência de Neymar ao clube espanhol.

Diretoria do Santos vê 'grande janela' e espera negociar Neymar até julho

"Falamos um pouco sobre o Neymar: a sua maneira de ser, como se comporta com técnicos, seu comportamento nos treinamentos... Acho que só colocamos o que é verdadeiro. É um atleta exemplar", comentou o técnico da Seleção Brasileira ao Canal +.

Esquivando-se sobre as costumeiras perguntas que envolvem a preferência do atacante do Santos por Barça ou Real Madrid, Felipão deu sua garantia de que o clube espanhol acertaria ao comprar o camisa 11. "Fará uma grande contratação. Será ídolo, junto com o Messi, em pouco tempo de trabalho".

No lendário estádio do Barça, Felipão, que não pôde encontrar com os compatriotas Daniel Alves e Adriano, lesionados, também conversou sobre sua vida particular com o Rosell. "Falamos um pouco dos filhos e da família. Valeu a pena; Relembramos os tempos de Brasil, de 2001 e 2002", explicou.

Nesta época, Sandro Rosell representou a Nike, empresa norte-americana de materiais esportivos, no Brasil. A marca patrocina a Seleção, que, em 2002, foi pentacampeã mundial com o comando de Felipão. "Relembramos com muito gosto as situações que marcaram a vida da gente", finalizou.