Tamanho do texto

Clube colombiano marcou aos 34 minutos do segundo tempo, venceu por 1 a 0 e se classificou graças ao gol marcado fora de casa; Real Garcilaso será seu rival nas quartas

O Grêmio precisava de um empate para avançar na Copa Libertadores diante do Santa Fé. Jogando em Bogotá, onde o clube treinou durante uma semana para melhor aclimatação à altitude, o objetivo foi cumprido à risca até 34 minutos do segundo tempo. O que os gaúchos não esperavam é que Medina fizesse um golaço e colocasse tudo por terra. A vitória por 1 a 0 coloca os colombianos nas quartas de final do torneio continental.

Acha que o Grêmio deveria ter ido para cima do Santa Fé? Comente

Derrotado por 2 a 1 no jogo de ida, na Arena do Grêmio, o Santa Fé entrou buscando uma vitória simples, mas esbarrou na forte marcação gremista. Os brasileiros, recuados, abdicaram do direito de tentar a vitória durante maior parte da partida. O peruano Real Garcilaso será o rival do Independiente.

O duelo foi muito truncado durante todos os 90 minutos, com poucas oportunidades de gol. Nas poucas chances criadas, o gremista Vargas exigiu boa defesa do xará colombiano ainda no primeiro tempo. Mas foi Dida o goleiro que mais se destacou. Com três defesas brilhantes, duas delas em sequência aos 19 minutos da segunda etapa, o atleta de 39 anos mostrou que ainda tem os bons reflexos de épocas passadas.

O castigo ao Grêmio pela postura defensiva veio perto do fim do jogo, aos 34. Medina tabelou com Perez, driblou dois zagueiros e saiu na cara de Dida, tocando no canto direito. A emoção do gol marcado fez o camisa 11 colombiano cair imediatamente no choro.

Aos gremistas restou a tentativa do empate salvador na base do desespero. Vargas, a estrela do clube, teve a chance de ouro em seus pés já nos acréscimos, mas, sem goleiro, chutou por cima.

FICHA TÉCNICA -  SANTA FÉ 1 x 0 GRÊMIO

Local: Estádio El Campín, em Bogotá (Colômbia)
Data: 16 de maio de 2013, quinta-feira
Horário: 22h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Marcelo Costa (Uruguai)
Cartões amarelos: Valdés, Anchico e Medina (Santa Fé); Zé Roberto, Bressan, Elano e André Santos (Grêmio)

Gol: SANTA FÉ: Medina, aos 34 minutos do segundo tempo

SANTA FÉ: Vargas; Anchico, Valdés, Meza e García; Torres (Valencia), Bedoya e Pérez; Cuero (Molina), Borja (Quiñonez) e Medina.
Técnico: Wilson Gutiérrez

GRÊMIO: Dida; Pará, Werley, Bressan e André Santos; Fernando (Marco Antônio), Souza, Elano (Kleber) e Zé Roberto; Vargas e Barcos (Welliton).
Técnico: Roger