Tamanho do texto

Vice-presidente Odílio Rodrigues acompanhou a final do Paulistão na Europa, mas clube despista sobre negociações

Neymar no primeiro jogo da final do Paulistão contra o Corinthians
Nacho Doce/Reuters
Neymar no primeiro jogo da final do Paulistão contra o Corinthians

Os indícios da saída de Neymar do Santos ainda neste ano se tornam mais firmes. O clube confirmou que o vice-presidente Odílio Rodrigues acompanhou da Espanha a primeira final do Campeonato Paulista e o atacante não falou sobre o assunto no Pacaembu.

Comente esta notícia com outros torcedores

A informação de que o dirigente, que assumiu a presidência do Peixe durante a licença de Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, não está no Brasil veio de Pedro Luiz Nunes Conceição, membro do Comitê de Gestão do Santos. "Ele viajou para comemorar o aniversário dele com a família. Não tem nada de Neymar", disse Pedro, alegando que não falaria mais do assunto.


O jogador adotou a mesma medida. Na saída do campo para os vestiários do Pacaembu, logo depois da derrota por 2 a 1 para o Corinthians, o camisa 11 falou sobre a partida, mas apressou-se para não dar declarações em relação a mais rumores sobre sua saída para o futebol espanhol. Na caminhada do vestiário para o ônibus da delegação, parou para tirar foto com um fã, mas manteve-se longe da imprensa.

O jornal O Estado de São Paulo  publicou no último sábado que Neymar avisou à diretoria santista que desejaria deixar o clube no fim do semestre e até abriria mão de sua parte na negociação para que a equipe que o formou tenha um lucro maior - em janeiro, ele estaria livre para assinar um pré-contrato e sair de graça após a Copa do Mundo.

Odílio teria partido para a Espanha para negociar com o Barcelona, que se diz disposto a pagar até R$ 65,5 milhões pelo astro. A informação é de que a venda do atacante para o atual campeão espanhol será anunciada em um mês, antes mesmo do começo da Copa das Confederações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas