Tamanho do texto

Rafael Galhardo, que está contando com o apoio da psicóloga do Santos, Juliane Fechio, ainda é dúvida para a partida contra o Mogi Mirim

Galhardo em ação pelo Santos
AE
Galhardo em ação pelo Santos

O lateral-direito Rafael Galhardo voltou a treinar nesta semana, no Santos, após a morte do seu irmão, Marquinhos Galhardo, no último dia 23. Ainda abalado emocionalmente, o jogador do Peixe fez questão de agradecer ao apoio que recebeu, tanto dentro do próprio elenco alvinegro, quanto de outras pessoas, em um momento delicado da sua vida pessoal.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Quero agradecer a todas as mensagens e manifestações de carinho e apoio que recebi de todos no clube, de jogadores de outras equipes e até de pessoas que nem conheço", disse o ala santista, que destacou a sua forte relação com Marquinhos, que também jogava futebol e estava no Tombense-MG.

"Ainda é muito complicado falar nesse assunto. Eu era muito ligado ao meu irmão e ainda não acredito em tudo o que aconteceu. Segundo as investigações preliminares da polícia, ele tentou desviar de um carro que fez uma ultrapassagem na contramão e perdeu o controle do carro. Foi uma fatalidade e ainda estou muito triste. Mas tenho que tentar tocar a vida e voltar a treinar, conviver com os companheiros está me ajudando muito", comentou.

Leia mais: Dracena não vê favoritismo do Santos na semifinal contra o Mogi Mirim

Rafael Galhardo, que está contando com o apoio da psicóloga do Santos, Juliane Fechio, ainda é dúvida para a partida contra o Mogi Mirim, no próximo sábado, às 18h30 (horário de Brasília), no Estádio Romildão. O confronto é válido pelas semifinais do Campeonato Paulista e irá definir o primeiro finalista da competição.

O técnico Muricy Ramalho só pretende escalá-lo, se o atleta se sentir em condições emocionais de ir a campo. "Espero poder ter condições de voltar a jogar pelo Santos o mais breve possível, até como uma forma de homenagear meu irmão, que tanto amava jogar futebol", encerrou Galhardo.