Tamanho do texto

Lateral-direito do Santos ainda está abalado com o falecimento do irmão, mas trabalhou normalmente nesta terça

Galhardo, lateral-direito do Santos
Gazeta
Galhardo, lateral-direito do Santos

Após a morte do seu irmão, Marquinhos Galhardo, na semana passada, o lateral-direito Rafael Galhardo voltou a treinar nesta terça-feira, no CT Rei Pelé. O jogador, liberado da partida com o Palmeiras, no último sábado, na Vila Belmiro, por ainda estar abalado emocionalmente com a morte de seu irmão, trabalhou normalmente, ao lado de seus companheiros do Santos, no primeiro treino realizado pelo elenco praiano nesta semana.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Fora Galhardo, outro ala direito esteve entre as novidades da atividade comandada pelo técnico Muricy Ramalho. Bruno Peres, que está em fase final de tratamento, por causa de uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda, correu ao redor do gramado do CT. O lateral deu início ao período de transição, da academia para o gramado, antes da sua liberação para ser utilizado pelo treinador.

Se por um lado Rafael Galhardo e Bruno Peres estiveram no campo, por outro, o atacante Neymar foi a grande baixa do treinamento. Em processo de recuperação, por conta de dores musculares na coxa esquerda - que quase impediram a sua presença no clássico com o Verdão -, a Joia ficou no Cepraf (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação para Atletas de Futebol).

O goleiro Rafael e o volante Alan Santos também não trabalharam no gramado, na manhã desta terça. O arqueiro está em tratamento, para eliminar as dores provenientes de uma ‘paulistinha’, recebida no duelo com o Palmeiras. Já o meio-campista trata uma contusão de grau 1, no bíceps femoral (região posterior) da coxa esquerda, e é dúvida para a partida semifinal do Campeonato Paulista.

Os santistas encaram o Mogi Mirim, no próximo sábado, às 18h30 (horário de Brasília), no Estádio Romildão, em busca de um lugar na decisão do torneio estadual.