Tamanho do texto

Equipe comandada por Tite fez 4 a 0 no rival campineiro e agora aguarda a partida entre São Paulo e Penapolense para a definição de seu adversário na semi

Se em 2012 a Ponte Preta eliminou o Corinthians no Pacaembu pelas quartas do Paulistão, nesse ano a situação se inverteu. O time comandado por Tite foi a Campinas, goleou o rival por 4 a 0, no Moisés Lucarelli e está nas semifinais do estadual.

O Corinthians será campeão paulista em 2013? Opine!

Romarinho comemora o primeiro gol do Corinthians contra a Ponte Preta
Luís Moura/Gazeta Press
Romarinho comemora o primeiro gol do Corinthians contra a Ponte Preta

Romarinho e Emerson fizeram para o Corinthians ainda no primeiro tempo, Guerrero ampliou após cobrança de pênalti, assinalado de forma equivocada pelo árbitro Raphael Claus. Pato, que entrou no segundo tempo, decretou a goleada para o time de Parque São Jorge.

Agora, o time comandado por Tite aguarda o duelo entre São Paulo e Penapolense, que acontece neste domingo, às 18h30, para saber quem enfrentará nas semis.

Antes de voltar a campo pelo Paulista nas semifinais do próximo fim de semana, o Corinthians reedita a final de 2012 da Libertadores diante do Boca Juniors, na Bombonera, nesta quarta, no jogo de ida das oitavas da competição continental.

Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes no ano passado, o Corinthians não vence o Paulistão desde 2009. Na ocasião, o time formado por Ronaldo, Elias, Cristian e cia. derrotou o Santos de Neymar e Ganso e conquistou o seu 26º título estadual da história.

O jogo
Apesar do volume de jogo, a Ponte Preta não chegou a criar grandes oportunidades para abrir o placar. A melhor delas surgiu aos 11 minutos, quando o centroavante William recebeu lançamento do zagueiro Cléber e emendou um chute forte, de primeira. O goleiro Danilo Fernandes, chamado de “frangueiro” sempre que aparecia em cena, fez uma defesa plástica e deu uma resposta aos ponte-pretanos mais exaltados das arquibancadas.

Com a disposição de seus atacantes, o Corinthians passou a incomodar a Ponte Preta não somente com a postura provocativa. Aos 31 minutos, na primeira chance de gol criada pela equipe de Tite, Guerrero invadiu a área pela direita e bateu rasteiro e cruzado, mas a bola foi para fora.

Um minuto depois, o mesmo Guerrero recebeu um passe de calcanhar de Danilo e arriscou o chute forte de fora da área. Edson Bastos espalmou para a frente. Atento e livre de marcação, Romarinho aproveitou o rebote para empurrar a bola para a rede. 

Ainda no primeiro tempo, Emerson recebeu passe de Fábio Santos na ponta esquerda, ajeitou e bateu no canto. Edson Bastos ainda tocou na bola, mas aceitou o gol mais uma vez. 

No segundo tempo, a situação ficaria ainda mais difícil para a Ponte Preta. Logo aos oito minutos, Emerson entrou na área e caiu quando sentiu a aproximação de Cléber. O árbitro Raphael Claus soprou o apito e apontou a marca da cal, apesar dos gritos de “vergonha”. Guerrero se encarregou da cobrança, deslocou Edson Bastos e deixou o Corinthians muito próximo das semifinais do Campeonato Paulista.

Aos 44 minutos, pouco depois de desperdiçar uma chance clara, ainda houve tempo para Pato deixar a sua marca no Moisés Lucarelli. Um golaço: o atacante recebeu a bola de Emerson, limpou dois marcadores, driblou Edson Bastos e conferiu para o gol vazio, sacramentando a goleada e a classificação.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 4 CORINTHIANS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 28 de abril de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Mauro André de Freitas e Renata Ruel Xavier de Brito (ambos de SP)
Público: 12.460 pagantes
Renda : R$ 509.892,03
Cartões amarelos: Cléber (Ponte Preta); Alessandro, Paulinho (Corinthians)
Cartão vermelho : Baraka (Ponte Preta)
Gols: CORINTHIANS: Romarinho, aos 32, e Emerson, aos 38 minutos do primeiro tempo; Guerrero, aos 10, e Alexandre Pato, aos 44 minutos do segundo tempo

PONTE PRETA: Edson Bastos; Artur, Cléber, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Bruno Silva (Rildo), Cicinho (Diego Rosa) e Chiquinho; Everton Santos (Xaves) e William
Técnico:Guto Ferreira

CORINTHIANS: Danilo Fernandes; Alessandro (Edenílson), Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Romarinho (Alexandre Pato) e Danilo; Emerson e Guerrero (Douglas)
Técnico: Tite