Tamanho do texto

Depois de receber três jogadores do Cruzeiro na transação de Dedé, clube busca jogadores no Palmeiras por conta da ida de Fernando Prass ao time paulista

Renê Simões, diretor executivo de futebol do Vasco
Gazeta Press
Renê Simões, diretor executivo de futebol do Vasco

A péssima campanha no Campeonato Carioca,  deixou evidente a necessidade no Vasco de reforços de qualidade para não sofrer no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. O técnico Paulo Autuori vem mantendo contatos diários com o diretor executivo do departamento de futebol, René Simões, e com o gerente Ricardo Gomes, a fim de pensar em nomes. Sem muitos recursos, os dirigentes terão que diversificar na hora de procurar as peças pedidas pelo comandante.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A primeira opção se refere a trocas. O clube vai contar com três peças cedidas pelo Cruzeiro por causa da transferência do zagueiro Dedé. Além disso, René Simões tem mantido contatos com a diretoria do Palmeiras a fim de contratar alguns jogadores por conta da ida do goleiro Fernando Prass no fim do ano passado para o Verdão. Naquela ocasião o arqueiro já não tinha mais vínculo com o Cruz-Maltino por conta dos atrasos de pagamento, mas os cariocas sequer causaram problemas pela promessa palmeirense de envolver alguns atletas no futuro.

O nome que chegou a ser envolvido pelo Palmeiras foi o lateral esquerdo Juninho, mas ao saber do fato o técnico Gilson Kleina acabou interferindo e pedindo a permanência do atleta, que vem sendo utilizado entre os titulares.

Outros jogadores do elenco ainda podem ser envolvidos em trocas. É o caso do atacante Eder Luis, que tem relação desgastada com os torcedores. O Grêmio tem interesse no atleta e poderia envolver alguns nomes no acordo. Nos bastidores de São Januário fala-se ainda que o Botafogo também tem interesse, mas que os problemas recentes entre as duas diretorias afastam um possível acordo.

Ainda em relação ao elenco para o Campeonato Brasileiro Autuori sabe que por muito tempo não poderá contar com o atacante Bernardo, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo na vitória de 3 a 1 sobre o Quissamã. O jogador, por sinal, será submetido a uma cirurgia no dia 1 de maio e a previsão é que fique cerca de seis meses longe do gramado.

O meia Carlos Alberto, suspenso preventivamente por suspeita de doping, aguarda julgamento, mas com contrato somente até agosto, dificilmente vai voltar a defender a camisa vascaína. Carlos Alberto está no Vasco desde 2009, quando foi um dos grandes nomes na conquista do título da Série B do Campeonato Brasileiro.

Dentro de campo os jogadores ganharam uma semana de férias e na próxima semana se reapresentam para começarem a preparação para a disputa do Campeonato Brasileiro. A estreia será no dia 26 de maio diante da Portuguesa, no Rio de Janeiro. A diretoria vem acertando a realização de um período de treinos em Pinheiral (RJ), além da realização de amistosos para que Autuori possa preparar o plantel.

*Com Gazeta