Tamanho do texto

“Acompanhei as publicações da imprensa espanhola e sei que ele estará presente amanhã (terça-feira)", disse o treinador do Bayern de Munique

O técnico Jupp Heynckes, do Bayern de Munique
AP
O técnico Jupp Heynckes, do Bayern de Munique

A presença de Lionel Messi entre os titulares do Barcelona para o confronto com o Bayern de Munique, nesta terça-feira, na Allianz-Arena, tem gerado dúvidas nos veículos de comunicação europeus. No entanto, o treinador da equipe alemã, Jupp Heynckes, acredita que o atleta argentino estará na escalação inicial de Tito Vilanova e já prepara seus atletas para minimizar a qualidade do camisa 10 em campo.

“Acompanhei as publicações da imprensa espanhola e sei que ele estará presente amanhã (terça-feira). Temos um plano de jogo contra o Barcelona, assim como tinhamos contra a Juventus. Acredito que funcionará. É verdade que Messi não atuou contra o Levante no sábado, mas ele foi poupado por precaução”, disse. “Nosso adversário não é apenas o Messi. É uma equipe que sabe jogar futebol em um nível muito alto, com jogadores como Iniesta, Xavi, Pedro, Alexis e Piqué”, completou.

Messi está em fase de recuperação de uma lesão no bíceps femoral da perna direita sofrida em 2 de abril, durante o empate por 2 a 2 com o Paris Saint-Germain, pelas quartas de final. Oito dias depois, o atleta argentino ficou no banco de reservas em novo confronto com o time francês, entrou durante o segundo tempo e foi decisivo para classificação. Desde então, o camisa 10 se concentrou exclusivamente em sua parte física e não ficou sequer entre os suplentes no triunfo por 1 a 0 sobre o Levante, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol.

O diretor esportivo do Barcelona, Andoni Zubizarreta, afirmou nesta segunda-feira que Lionel Messi tem condições de entrar em campo. Contudo, caso o argentino figure entre os reservas, o meio-campista Cesc Fábregas deve ser titular. No setor defensivo, o francês Eric Abidal disputa vaga com Bartra para formar dupla com Piqué.

“Abidal jogou seu primeiro jogo completo no sábado. Isso me deixou muitíssimo feliz por ele, um rapaz que conheço faz tempo. Seja ele ou Bartra o escolhido, isso não influenciará em nossa maneira de jogar”, encerrou o treinador do time bávaro.

    Leia tudo sobre: Bayern de Munique