Tamanho do texto

Atacantes estão em fase final de recuperação e devem estar à disposição do treinador para as semifinais do Mineiro e para o mata-mata da Libertadores

Cuca, técnico do Atlético-MG
Flickr/Atlético-MG
Cuca, técnico do Atlético-MG

Ainda sem poder contar com o meio-campista Bernard e o atacante Diego Tardelli, lesionados, o Atlético-MG encontrou dificuldades para triunfar por 2 a 1 sobre Villa Nova, neste domingo, no Mineirão. Entretanto, os atletas estão em fase final de recuperação e devem estar aptos para a sequência da temporada. Com isso, o treinador Cuca ressaltou a importância dos atletas na composição de seu esquema tático.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“É inegável que nosso time tem peças pontuais que fazem muita falta entre os titulares. Além disso, as ausências tiram opções importantes do banco de reservas também. Então, agora com o Tardelli recuperado e o Bernard também, teremos tudo para voltar a fazer grandes jogos”, explicou.

A vitória sobre o time de Nova Lima marcou o retorno do Atlético-MG atuando como mandante no Mineirão, que contou com a presença de 48.525 espectadores. Apesar do público presente nas arquibancadas, Cuca destacou que sua preferência para as semifinais do Mineiro e mata-mata da Libertadores segue sendo o estádio Independência, onde o clube tem mandado suas partidas.

“Escolho o Independência por tudo o que fizemos lá. Estava cheio, sim, mas tínhamos espaços vazios dos dois lados das cadeiras. E não foi por decisão do Atlético-MG. Não sou eu quem escolhe, mas estou de acordo com o presidente (Alexandre Kalil)”, encerrou.

As primeiras partidas das semifinais serão realizadas no próximo domingo. O Atlético-MG mede forças com o Tombense, enquanto o Cruzeiro enfrenta o Villa Nova. Os rivais da capital terão vantagem de atuar por dois resultados iguais e mandar o segundo jogo.