Tamanho do texto

Time de Dunga bateu o Lajeadense por 2 a 1 e se classificou para a semifinal do Gaúchão

A vitória por 2 a 1 sobre o Lajeadense foi a primeira de virada do Internacional em 2013. Apesar do susto, os jogadores comemoraram a reação da equipe na partida que classificou o Colorado à semifinal da Taça Farroupilha. Para o zagueiro Juan, o time demonstrou maturidade, apesar de ainda estar em formação.

Com dois de Juan, Inter bate o Lajeadense de virada e se classifica

"Demos uma prova de maturidade hoje. Nós tínhamos apenas 45 minutos para tentarmos virar o jogo e conseguimos. Claro que a gente preferia sair na frente, mas tivemos grande capacidade de controlar o jogo", destacou o zagueiro, autor dos dois gols colorados na partida. O Lajeadense fez 1 a 0 no começo do jogo, com o zagueiro Gabriel, mas o Inter conseguiu virar no segundo tempo.

O técnico Dunga gostou do poder de reação dos seus jogadores. "Foi importante, pois demonstramos força de reação contra a melhor equipe do interior. O nosso volume de jogo mostra que o time está querendo a vitória", destacou o treinador, que reclamou novamente sobre o excesso de faltas sofridas por D’Alessandro, a quem considera um jogador visado pelos adversários.

O diretor de futebol Marcelo Medeiros também frisou o poder de reação como uma arma importante do Colorado, mas preferiu destacar outro aspecto da vitória: a boa presença de torcedores no Centenário: "o ambiente estava ótimo. No cenário atual, a nossa casa é aqui em Caxias do Sul", apontou.

O jogo contra o Lajeadense teve 11.254 torcedores presentes, o segundo maior público do Inter como mandante no ano, só atrás do Gre-Nal do dia 24 de fevereiro, também, no Centenário, que contou com 11.560 espectadores.