Tamanho do texto

Apesar de ter disputado um jogo sem torcida por causa da morte de Kevin Espada, o Corinthians foi o segundo clube brasileiro que mais arrecadou com a venda de ingressos

O Grêmio faturou R$ 4,6 milhões com a venda de ingressos na fase de grupos da Libertadores
Divulgação
O Grêmio faturou R$ 4,6 milhões com a venda de ingressos na fase de grupos da Libertadores

O Grêmio já está colhendo os frutos de ter um dos estádios mais modernos do mundo. Entre os clubes brasileiros que disputaram a fase de grupos da Copa Libertadores, a equipe gaúcha foi a que mais arrecadou com a venda de ingressos. Nas três partidas disputadas em sua nova casa, o Grêmio recebeu R$ 4,6 milhões.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar de ter disputado um jogo sem torcida por causa da morte do boliviano Kevin Espada, o Corinthians conseguiu superar os rivais São Paulo e Palmeiras e foi o segundo time que mais arrecadou com a venda de ingressos. No total, o alvinegro recebeu R$ 4,3 milhões.

Dono do estádio com maior capacidade de público entre os clubes brasileiros que disputam a competição, o São Paulo arrecadou R$ 4,1 milhões com a venda de ingressos. No entanto, vale ressaltar que o clube do Morumbi jogou uma partida no Pacaembu como punição pela confusão na final da Copa Sul-Americano do ano passado. De qualquer forma, contra o Tigre, no Pacaembu, o Tricolor arrecadou mais que contra o Strongest, no Morumbi.

E mais: Time com melhor campanha nunca levou o título no atual formato do torneio

Adversário do São Paulo nas oitavas de final, o Atlético-MG arrecadou R$ 2,9 milhões com a venda de ingressos nas três partidas que disputou no Estádio Independência. O clube de Belo Horizonte só não conseguiu lucrar mais por causa da capacidade do estádio, liberado para receber, no máximo, 22 mil torcedores.

Considerado o azarão entre os clubes brasileiros que disputam a Copa Libertadores, o Palmeiras conseguiu garantir vaga nas oitavas de final e recebeu R$ 2,75 milhões nas três partidas como mandante no Pacaembu. Por causa da desconfiança da torcida, a renda da primeira partida foi de R$ 680 mil. Já na última, com a torcida animada pela boa fase, o Palmeiras recebeu R$ 1,3 milhão.

Veja também: Corinthians vai pegar o Boca nas oitavas de final. Veja os outros duelos

Campeão brasileiro no ano passado, o Fluminense ficou na lanterna. Apesar de contar com uma equipe recheada de estrelas, o clube carioca arrecadou apenas R$ 1,2 milhão com a venda de ingressos. Para piorar, o Fluminense não pode usar como desculpa a necessidade de mandar o último jogo em São Januário por causa da interdição do Engenhão. Contra o Huachipato, no Engenhão, o Fluminense arrecadou apenas R$ 38 mil a mais que contra o Caracas, em São Januário.

Confira as rendas de todos os jogos dos brasileiros na fase de grupos:

Grêmio: R$ 4,65 milhões

Grêmio 1 x 2 Huachipato: R$ 1.276.060

Grêmio 4 a 1 Caracas: R$1.336.941

Grêmio 0 x 0 Fluminense: R$ 2.046.957

Corinthians: R$ 4,3 milhões

Corinthians 2 x 0 Millonarios: Sem torcida

Corinthians 2 x 0 Tijuana: R$ 2.049.017

Corinthians 3 x 0 San José: R$ 2.245.637

São Paulo: R$ 4,1 milhões

São Paulo 2 x 1 Strongest: R$ 918.305

São Paulo 1 x 1 Arsenal: R$ 1.192.655

São Paulo 2 x 0 Atlético-MG: 1.961.516

Atlético-MG: R$ 2,9 milhões

Atlético 2 x 1 São Paulo: R$ 961.131

Atlético 2 x 1 Strongest: R$ 956.595

Atlético 5 x 2 Arsenal: R$ 991.980

Palmeiras: R$ 2,75 milhões

Palmeiras 2 x 1 Sporting Cristal: R$ 680.550

Palmeiras 2 x 0 Tigre: R$ 747.287

Palmeiras 1 x 0 Libertad: R$ 1.324.545

Fluminense: R$ 1,2 milhão

Fluminense 0 x 3 Grêmio: R$ 747.550

Fluminense 1 x 1 Huachipato: R$ 261.980

Fluminense 1 x 0 Caracas: R$ 223.070