Tamanho do texto

Antes do gol contra o Guarani, o meia-atacante só tinha balançado as redes na derrota por 6 a 2 para o Mirassol, em um dos resultados mais vergonhosos da história do clube

Ronny marcou contra o Guarani
Gazeta Press
Ronny marcou contra o Guarani

Pela primeira vez, Ronny realmente comemorou um gol pelo Palmeiras. Antes, o meia-atacante só tinha balançado as redes na derrota por 6 a 2 para o Mirassol, em um dos resultados mais vergonhosos da história do clube. Neste domingo, sua alegria foi bem maior por fechar a goleada por 4 a 1 sobre o Guarani .

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Eu já estava feliz com o time ganhando, mas estava atrás do meu gol. Tive a oportunidade de fazer e estou muito feliz por isso”, comentou o jogador, admitindo a sensação diferente. “Fiz aquele gol em Mirassol e fiquei feliz, mas muito triste por ter perdido daquele jeito.”

Desde o vexame passado em Mirassol, o Palmeiras alcançou cinco vitórias seguidas, e Ronny sente que cresceu com o time. “São águas passadas. O time está mostrando a cada jogo que o Palmeiras é muito forte. Independentemente de dar espetáculo ou não, temos muita raça”, apontou.

Leia mais: Palmeiras vibra com sua torcida: "Se não vai na técnica, vai na raça"

A alegria do jogador, que está emprestado ao Palmeiras até dezembro, era tão grande que ele ainda guarda na lembranças com detalhes como balançou as redes do Guarani neste domingo, no Pacaembu.

“O Léo Gago tocou em mim, dei de primeira para o Vinicius e ele me botou na cara do gol. Tive a felicidade de bater cruzado”, sorriu Ronny, que tem 21 anos e foi indicado por Gilson Kleina após se destacar na campanha do rebaixamento do Figueirense no último Brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.