Tamanho do texto

O Grêmio agora enfrentará o Veranópolis nas quartas de final da Taça Farroupilha, no próximo fim de semana

Pará tenta jogada pelo Grêmio contra o Novo Hamburgo
Flickr oficial do Grêmio
Pará tenta jogada pelo Grêmio contra o Novo Hamburgo

Poupando alguns titulares, como o meia Zé Roberto e o zagueiro Werley, para a partida decisiva da Copa Libertadores, contra o Huachipato-CHI, na próxima quinta-feira, o Grêmio não saiu do zero contra o Novo Hamburgo, e acabou perdendo a liderança do grupo A da Taça Farroupilha para o Passo Fundo, que venceu o Lajeadense.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Grêmio agora enfrentará o Veranópolis nas quartas de final, no próximo fim de semana. Caso o Tricolor se classifica e o Inter também passe, a semifinal da Taça Farroupilha terá um Gre-Nal. Os outros confrontos das quartas de final terão Passo Fundo x São Luiz, Juventude x Novo Hamburgo e Inter x Pelotas.

O jogo

A partida começou truncado em Novo Hamburgo, com o jogo bem disputado no meio de campo e as duas equipes tendo dificuldades para criar chances de gol. Aos quatro minutos, o Novo Hamburgo tentou chegar com Giovani, que foi ao fundo e cruzou para a área, mas Cris cortou. Aos oito, Leonardo Cipriano conseguiu finalizar, mas a o chute saiu fraco, sem perigo para o gol de Marcelo Grohe. A primeira chance de gol do Grêmio foi criada apenas aos 13 minutos do de jogo. O chileno Vargas tocou para o Guilherme Biteco, que chutou mascado, para boa defesa de Max.

O Novo Hamburgo chegou com perigo aos 17 minutos. Giovani cobrou falta, a bola cruzou toda a área e obrigou Marcelo Grohe a trabalhar e praticar boa defesa. Três minutos mais tarde, a equipe da casa reclamou de pênalti, depois que a bola bateu no braço do zagueiro Cris, dentro da área. O juiz mandou o jogo seguir.

Aos 22 minutos, o Novo Hamburgo criou nova chance. Lucas Santos tocou para Giovani, que ganhou do zagueiro Bressan na corrida, mas chutou para fora na saída de Grohe. O Grêmio perdeu uma ótima chance para abrir o placar aos 30 minutos. Guilherme Biteco recebeu passe de Kléber, invadiu a área e tocou na saída do goleiro Max Santos. A bola ia entrando, mas o zagueiro Zé Carlos apareceu a tempo de salvar o Novo Hamburgo.

A partir daí, nenhuma das duas equipes conseguiu criar oportunidades para tirar o zero do placar. O Grêmio tentou em duas jogadas: aos 38, André Santos tentou o cruzamento e ganhou escanteio. Já aos 42, Kleber tentou servir Vargas, mas escorregou e perdeu o lance.

O Grêmio voltou para o segundo tempo com uma postura diferente, mais ofensiva. Aos quatro minutos, Vargas arriscou de fora da área, a bola desviou na defesa e saiu pela linha de fundo. No escanteio, Cris tenta novamente, e a defesa do Novo Hamburgo corta o lance para fora.

Nos minutos seguintes, a dificuldade do Tricolor em criar jogadas, já demonstrada no primeiro, voltou a ficar evidente. E, aos 13 minutos, o Novo Hamburgo teve ótima oportunidade para abrir o placar, em cobrança de falta, que foi desperdiçada. Na sequência do lance, Márcio Hahn recebeu cruzamento e, de cabeça, obrigou Marcelo Grohe a fazer boa defesa.

Vanderlei Luxemburgo tentou mudar o panorama do jogo colocando Fábio Aurélio no lugar de Souza. Aos 26 minutos, Kléber e Biteco tentaram jogada pelo lado direito, mas Marcio Hahn afastou. Um minuto mais tarde, Kléber arriscou, a bola desviou na defesa e foi para o escanteio. Na cobrança do tiro de canto, Max saiu mal do gol e a bola sobrou limpa para Bressan, que, sem goleiro, chutou para fora.

O Grêmio tentou apertar nos minutos finais. Aos 40, Adriano tentou o chute de fora da área, mas a bola passou pelo lado do gol de Max. Pará cruzou, mas Kléber não alcançou a bola. Aos 43 minutos, o Novo Hamburgo quase chegou ao gol. Alguns torcedores presentes no estádio até chegaram a comemorar o gol após a falta cobrada por Giovani.

FICHA TÉCNICA
NOVO HAMBURGO 0 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 14 de abril de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa
Assistentes: Júlio César Santos e Carlos Henrique Selbach

Cartões amarelos:
NOVO HAMBURGO: Zé Carlos e Márcio Hahn
GRÊMIO: Vargas e Welliton

NOVO HAMBURGO: Max; Carlinhos (William), Juan Sosa, Zé Carlos e Peixoto; Roberto Lopes, Fábio Gomes, Márcio Hahn e Giovani; Lucas Santos (Thiago Furlan) e Leonardo Cipriano (Mateus).
Técnico: Itamar Schülle

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Bressan, Cris e André Santos; Adriano, Fernando, Souza (Fábio Aurélio) e Guilherme Biteco (Welliton); Kleber e Vargas (Matheus Biteco).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.