Tamanho do texto

Derrota fora de casa quase igualou o pior placar sofrido pela tradicional equipe em toda sua história, que foi um 7 a 1 em 1970

Já classificado às oitavas de final da Libertadores e ainda disputando o primeiro lugar da chave contra o Nacional-URU, o Boca Juniors passou um dos seus maiores vexames da história dentro do Campeonato Argentino. Neste sábado, a equipe xeneize visitou o modesto San Martín e levou uma sonora goleada: 6 a 1.

Clemente Rodríguez em ação na humilhação que o Boca Juniors levou diante do San Martín
Reprodução/Olé
Clemente Rodríguez em ação na humilhação que o Boca Juniors levou diante do San Martín

Foi o pior resultado sofrido pelo Boca nos últimos 10 anos, desde a derrota por 7 a 2 contra o Rosario Central, em 2003. A maior goleada que o clube levou foi em 1970, quando caiu diante do Independiente por 7 a 1

A humilhação deixa o Boca Juniors com oito pontos na tabela de classificação do Torneio Clausura, na 17ª colocação. Já o San Martín chegou aos sete pontos e aparece uma posição abaixo do rival, em 18º.

O técnico Carlos Bianchi poupou o veterano meia Riquelme para a partida do meio da semana que vem contra o Toluca, do México, válida pela Copa Libertadores. O resto do time era o considerado titular, com os ex-corintianos Santiago Silva e Martínez no comando de ataque. 

Os donos da casa abriram 2 a 0 no placar com gols de Osório, aos 2 minutos, e Luna, aos 20. Santiago Silva diminuiu aos 38, mas ainda no primeiro tempo o San Martín emplacou a goleada com gols de Landa e Osório. No segundo tempo, o mesmo Osório faria seu terceiro gol, com Penco completando o placar a favor dos anfitriões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.