Tamanho do texto

Diretoria do clube de Almagro tem promovido série de ações para ligar seu nome ao do religioso, sócio desde 2008, torcedor declarado e agora garoto-propaganda

Torcedor do San Lorenzo, Papa Francisco recebe camisa do clube das mãos do presidente Matias Lammens
L'Osservatore Romano/AP
Torcedor do San Lorenzo, Papa Francisco recebe camisa do clube das mãos do presidente Matias Lammens

Desde o conclave que elegeu o argentino Jorge Mario Bergoglio como novo papa da Igreja Católica, no dia 13 de março, a diretoria do San Lorenzo de Almagro tem promovido uma série de ações para ligar o nome do clube ao do religioso, que é sócio do clube desde 2008, torcedor declarado e agora garoto-propaganda. Nesta quarta-feira, o "Papa Corvo" recebeu uma comitiva da diretoria argentina em pleno Vaticano.

Leia mais: San Lorenzo confecciona uniforme especial para homenagear novo Papa

Após uma audiência pública na praça de São Pedro, o Papa Francisco saudou os populares e teve um rápido encontro com Matías Lammens, presidente do San Lorenzo, além de outro representante do clube argentino. Os dois entregaram ao pontífice uma camiseta oficial comemorativa, um livro com a história do clube de Buenos Aires e uma estola, faixa usada sobre os ombros e por cima da túnica.

"Queremos agradecer ao papa por nos receber, estamos muito orgulhosos de ter um sócio e um torcedor como o Papa Francisco, isso é muito importante", disse Lammens, já cobrando uma nova promessa: "Agora ele precisa visitar nossa sede e assistir um jogo em nosso estádio". Sorridente, o papa Francisco agradeceu as palavras e mandou um recado diretamente para a Argentina: "Uma saudação ao grupo do Club Atlético San Lorenzo de Almagro, de Buenos Aires".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.