Tamanho do texto

Apenas duas vezes na história da Liga dos Campeões o time espanhol foi eliminado jogando por uma vitória simples dentro de casa

O Paris Saint-Germain encara nesta quarta-feira, diante do Barcelona , seu maior desafio desde que foi comprado, em 2011, pelo grupo árabe liderado pelo sheik Nasser Al-Khelaifi, que investiu milhões na formação de um elenco estrelado para o time francês, treinado peloa italiano Carlo Ancelotti.

Com Messi relacionado, Barcelona recebe o PSG por vaga nas semifinais da Liga

Depois de um empate por 2 a 2 no jogo de ida contra os espanhóis , em Paris, os franceses agora precisam vencer no Camp Nou para avançar às semifinais da Liga dos Campeões da Europa. Um resultado alcançado apenas duas vezes por adversários do Barça.

Veja as fotos dos jogos de ida das quartas de final da Liga dos Campeões:

A última vez que o time espanhol foi eliminado em casa depois de empatar o jogo de ida aconteceu há dez anos, contra a Juventus. Na edição 2002/2003 do torneio, também nas quartas de final, o jogo em Turim acabou empatado por 1 a 1 e, na Espanha, os italianos conseguiram repetir o resultado no tempo normal, obtendo a classificação graças a um gol de Zalayeta aos 9 minutos do segundo tempo da prorrogação.

Leia também: Messi treina e é relacionado, mas não tem titularidade garantida

Antes disso, apenas uma vez o Barça havia sido eliminado em situação semelhante. Em 93, ano seguinte ao primeiro título na competição europeia, a equipe caiu ainda na fase eliminatória. Contra o CSKA, da Rússia, empatou por 1 a 1 em Moscou e perdeu por 3 a 2 em casa.

Desde a eliminação para a Juve, foram oito participações na Liga (sem contar a atual), com três títulos, três quedas nas semifinais e duas nas oitavas de final. Nessas cinco eliminações, três vezes o time espanhol fez o jogo de ida em casa. E, nas outras duas, não conseguiu reverter a desvantagem depois de perder o primeiro jogo fora.

Desafio para time 'brasileiro'

Para tentar a façanha de vencer o Barcelona em seus domínios e avançar às semifinais da Liga dos Campeões pela primeira vez desde 1995, Carlo Ancelotti conta com um elenco recheado de brasileiros.

São cinco os atletas nascidos no país presentes na lista de relacionados para a partida e quatro deles devem ser titulares se estiverem com plenas condições físicas, os zagueiros Thiago Silva e Alex, o lateral-esquerdo Maxwell e o meia Lucas. Apenas o volante Thiago Motta, que sequer foi relacionado no jogo de ida, não deve começar jogando.

Ainda sem gols pelo PSG, Lucas busca atuação decisiva para entrar no grupo dos melhores do mundo
AP
Ainda sem gols pelo PSG, Lucas busca atuação decisiva para entrar no grupo dos melhores do mundo

Nomes praticamente certos na seleção brasileira para a Copa das Confederações, Thiago Silva e Lucas estão na mira dos holofotes. Contra o gigante espanhol, os dois têm a oportunidade de mostrar que pode vir deles o poder de decisão que o Brasil vai precisar encontrar até a Copa de 2014.

O ex-são-paulino, especialmente, tem a chance de - quatro meses depois de chegar à Europa - já ajudar seu time a bater Messi, Xavi e companhia. Se conseguir, saltará alguns degraus para se firmar em um grupo que, além do argentino e do espanhol, conta com nomes como Neymar, Cristiano Ronaldo e seu companheiro de equipe Ibrahimovic.