Tamanho do texto

Equipe mineira, dirigida por Marcelo Oliveira, tentará vencer por dois de diferença para eliminar o jogo de volta da primeira fase

Líder e único invicto do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro dará uma pausa no estadual e pensará na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, a Raposa vai visitar o CSA-AL, às 22 horas (de Brasília), no estádio Rei Pelé. A Raposa tem tradição na competição nacional, prova disso são os títulos de 1993, 1996, 2000 e 2003, ganhos pela equipe mineira.

Marcelo Oliveira observa Borges e Diego Souza em treino do Cruzeiro
Washington Alves/VIPCOMM
Marcelo Oliveira observa Borges e Diego Souza em treino do Cruzeiro

Além da tradição na Copa do Brasil, o Cruzeiro aposta no técnico Marcelo Oliveira, que chegou nas duas últimas decisões dirigindo o Coritiba, e quer repetir o feito, mas agora levantando a taça. O treinador coloca o time mineiro como um dos principais concorrentes para conquistar o título.

“Entraremos fortes. Minha experiência me credencia a buscar o título, assim como o Cruzeiro, que detém um histórico de conquistas. Mas tudo depende de trabalho, união e bons resultados. Estamos no caminho certo. Gradativamente estamos fortalecendo, evoluindo, e o torcedor está vindo junto. Isso é importante, cada jogo vai ser uma guerrinha boa”, declarou.

Para encarar os alagoanos, o Cruzeiro deverá ter pelo menos uma mudança em relação a equipe que goleou o América-MG, pelo estadual, no último final de semana. O atacante Dagoberto não enfrentou o Coelho por estar suspenso e volta ao time no lugar do meia-atacante Ricardo Goulart. Com isso, a Raposa voltar a ter o quadrado ofensivo formado por Diego Souza, Everton Ribeiro, Dagoberto e Borges.

No CSA-AL o pensamento é de complicar a vida do Cruzeiro e, se possível, garantir o jogo de volta no Mineirão. O técnico Beto Almeida prega respeito aos mineiros, mas avisa que os alagoanos vão tentar neutralizar as principais peças cruzeirenses, citando que Borges, Dagoberto e Diego Souza terão atenção especial.

“Claro que nós temos que respeitar o Cruzeiro. Por tudo aquilo que ele representa, por seu momento de líder invicto do Campeonato Mineiro. Então, nós temos que respeitar esse adversário, agora a nossa ambição não passa por respeito ou desrespeito, a nossa ambição é de tentar neutralizar os pontos fortes do adversário, tipo o giro do atacante Borges, a entrada em diagonal tanto do Dagoberto como do Diego Souza”, afirmou.

O CSA vem de derrota contra o CRB pelo Alagoano e um triunfo contra uma equipe grande do futebol brasileiro pode dar mais confiança para equipe que ocupa o terceiro lugar no hexagonal final do estadual, com 12 pontos, dois a menos que o líder CRB. “É com força que nós vamos para esse jogo, com a pretensão de ir para o segundo jogo e eliminar o Cruzeiro”, disse Beto Almeida.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 10 de abril de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22h (horário de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Dijalma Silva Ferreira (BA)

CSA-AL: Flávio; Leandrinho, Henrique, Adalberto e Rogerinho; Robson, Elyeser, Rodolfo e Alex; Diego Clementino e Everaldo
Técnico: Beto Almeida

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Bruno Rodrigo, Léo e Everton; Leandro Guerreiro, Nilton, Éverton Ribeiro e Diego Souza; Dagoberto e Borges
Técnico: Marcelo Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.