Tamanho do texto

Mesmo com a derrota, a equipe manteve a segunda colocação com 34 pontos, quatro a menos que o São Paulo

A reapresentação da Ponte Preta na manhã desta terça-feira foi diferente. Pela primeira vez no ano, ela aconteceu depois de uma derrota, para o Palmeiras por 2 a 1. O técnico Guto Ferreira iniciou os trabalhos para o próximo duelo no Campeonato Paulista, contra o Mirassol.

O treinador começou nesta manhã a corrigir os erros que a equipe apresentou na derrota contra o Palmeiras e deve, nos próximos dias, definir os substitutos de três de seus principais jogadores, suspensos para o próximo jogo: o zagueiro Cléber, o meia Ramirez e o artilheiro do Paulistão, William.

A vaga do último deve ser preenchida por Alemão, que tem entrado bem e marcou dois gols na estreia da Macaca na Copa do Brasil, quando o time eliminou o Itabaiana-SE, vencendo por 3 a 0. O atacante minimizou o último resultado.

"A gente sabia que uma hora a derrota viria, perder é inevitável em algum momento. Mas tenho certeza que nosso grupo está bem maduro para saber aceitar um resultado ruim e, mais que isso, trabalhar o dobro para reencontrar a vitória já nesta próxima rodada contra o Mirassol", declarou.

Mesmo com a derrota, a Ponte manteve a segunda colocação com 34 pontos, quatro a menos que o São Paulo. A equipe campineira ainda carrega a marca de ter a melhor defesa do campeonato. No próximo domingo, às 18h30, o time recebe o Mirassol.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.