Tamanho do texto

O zagueiro promete continuar trabalhando para justificar o esforço da diretoria do São Paulo na sua contratação

Lúcio em treino do São Paulo
Djalma Vassão/Gazeta Press
Lúcio em treino do São Paulo

Mesmo incomodado com a reserva, Lúcio não pensa em deixar o São Paulo . Ao menos por ora. O zagueiro de 34 anos se diz bem física e tecnicamente e parece discordar da decisão do técnico Ney Franco de deixá-lo no banco, mas promete continuar trabalhando para justificar o esforço da diretoria em tê-lo buscado na Itália.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Sem dúvida, (fico) triste. Trabalho todo dia, treino todo dia, me dedico ao máximo para continuar fazendo sempre o que tenho feito na minha carreira, que é entrar em campo. Nenhum jogador pode estar satisfeito no banco de reservas. Eu continuo fazendo aquilo que posso. A decisão não é minha de jogar ou não. O que posso fazer é treinar, me dedicar ao máximo, estar à disposição", disse, nesta segunda-feira.

No domingo, foi dele o gol de falta que abriu a vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo. O time que começou jogando em Ribeirão Preto, contudo, foi formado apenas por suplentes – poupado depois de compromisso pela Copa Libertadores, o grupo principal permaneceu na capital paulista. Não apenas pelo gol com a camisa tricolor, Lúcio se vê correspondendo em campo.

Leia mais: Ganso lembra de últimos jogos e confia em triunfo contra o Atlético-MG

"Em todas as partidas que joguei, fiz meu melhor. Não sou muito de acompanhar notícias, mas, pelo que eu escuto, meu desempenho não é ruim. Estou satisfeito com meu trabalho aqui. Qualquer jogador tem vontade de jogar, mas é claro que só podem entrar 11", comentou o jogador, que repassou pergunta sobre o porquê da reserva. "Quem pode responder é o treinador".

Mesmo não sendo titular, ele descarta abreviar sua passagem pelo clube, com quem tem contrato até dezembro de 2014. "Até porque isso não depende só de mim. Estou chegando ao Brasil agora. O São Paulo tem uma estrutura muito boa. Penso em mostrar tudo o que eu sei, aquilo que levou o São Paulo à Itália atrás do meu futebol. Quero mostrar meu valor. Não passou pela minha cabeça ain... sair do São Paulo. Em nenhum momento passou pela minha cabeça", concluiu.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.