Tamanho do texto

Sobre o primeiro tempo discreto contra o Boa, o treinador avaliou que a postura da equipe estava dentro da normalidade

Josué em ação pelo Atlético-MG contra o Boa
Site oficial
Josué em ação pelo Atlético-MG contra o Boa

Com quatro jogadores importantes fora do time, o técnico Cuca armou o Atlético-MG com três volantes no jogo contra o Boa Esporte, formação que agradou ao treinador. De acordo com ele, esta é uma opção que pode ser utilizada no decorrer das partidas, escalando juntos Pierre, Leandro Donizete e Josué.

Jô e Luan comandam goleada atleticana sobre Boa Esporte

"São situações que você pode utilizar no decorrer do ano, mas agradou sim", afirmou Cuca, que não contou com o zagueiro Réver e o meia Ronaldinho, concentrados com a seleção brasileira, e com o meia-atacante Bernard e o atacante Diego Tardelli, fora de combate por ordem médica.

Jô ressalta força do elenco e elege Guilherme melhor em campo

Sobre o primeiro tempo discreto contra o Boa, Cuca avaliou que a postura da equipe estava dentro da normalidade, já que faltou entrosamento. O comandante atleticano afirmou que a evolução do time ocorreu dentro do duelo, com os atletas apresentando um futebol mais envolvente na medida em que o adversário mostrava sinais de cansaço.

"A equipe estava bem mexida e vai faltar conjunto, principalmente no começo. Aí, você vai se soltando, achamos espaços. A marcação do Boa foi individualizada e muito forte, mas eu sabia que eles não aguentariam 90 minutos nesse ritmo. Oferecemos chance na jogada em que o Victor teve que fazer uma grande defesa, mas tivemos o controle absoluto da partida", analisou.

Na vice-liderança do Campeonato Mineiro, com 24 pontos, o Galo voltará a campo na tarde do próximo domingo, visitando a Caldense, no Ronaldão. Já classificados à próxima fase, os atleticanos ainda querem a primeira colocação, atualmente com o Cruzeiro, que tem um tento a mais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.