Tamanho do texto

Volante no Fluminense, Jean já jogou na lateral-direita e deu passe para o primeiro gol do Brasil na goleada deste sábado, diante da Bolívia

Ter jogado na lateral direita diante da Bolívia não foi surpresa para Jean. Desde a primeira vez em que foi convocado por Luiz Felipe Scolari, em fevereiro, o jogador do Fluminense sabia que essa era a intenção futura do treinador da seleção brasileira, conforme contou neste sábado.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Ele perguntou para o Abel (Braga, técnico do Fluminense) sobre mim e conversou comigo, falando que iria me convocar como lateral. Já estava tudo planejado, e eu fui trabalhando isso", revelou, depois da vitória por 4 a 0, em Santa Cruz de la Sierra.

Leia mais: Neymar admite cansaço, mas comemora contribuição em vitória

Embora seja volante de origem, Jean já atuou pelo lado direito tanto no Fluminense quanto no São Paulo, clube em que foi revelado. Ainda que sabidamente não seja sua preferida, essa função é a que pode levá-lo à Copa da Confederações, talvez na reserva de Daniel Alves, do Barcelona.

"Consegui me adaptar de novo à lateral. No Fluminense, jogo mais de segundo volante, mas sei fazer essas duas funções. Isso é planejamento do Felipão", comemorou.

Como lateral, ele foi o autor da assistência para o gol que abriu o caminho do triunfo deste sábado. Logo aos três minutos, invadiu a área pelo lado direito e cruzou rasteiro para que Leandro Damião, atacante do Internacional, concluísse. O santista Neymar (duas vezes) e o palmeirense Leandro fecharam a goleada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.