Tamanho do texto

Torcedores do São Paulo compareceram em frente ao CT da Barra Funda, neste sábado. Além do atacante, Juvenal Juvêncio e Adalberto Baptista também foram alvo de protestos

Com nariz de palhaço, bandeiras e batuques, membros da principal torcida organizada do São Paulo se reuniram na manhã deste sábado, em frente ao CT da Barra Funda, para protestar contra jogadores e dirigentes. Os principais alvos foram o atacante Luis Fabiano, o presidente Juvenal Juvêncio e o diretor Adalberto Baptista.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Torcida do São Paulo protestou contra Luis Fabiano
Gazeta Press
Torcida do São Paulo protestou contra Luis Fabiano

"Luis Fabiano, amarelão, sai do Tricolor e vai jogar no Itaquerão (apelido que tem sido usado para se referir ao futuro estádio do rival Corinthians)" foi um dos gritos entoados. Recentemente, insatisfeito com o momento pelo qual o time atravessa na Libertadores, o atacante - suspenso de quatro jogos na competição continental por ofender a arbitragem - lembrou ter recusado uma proposta corintiana antes de voltar ao clube.

É a segunda vez que ele é criticado pela uniformizada desde que retornou. No primeiro semestre do ano passado, foi chamado de "Luis pipoqueiro" durante partida contra a Portuguesa, no Canindé. Na ocasião, falou que iria "ver com a cabeça fria o que é bom para mim e para o São Paulo".

Meses antes, em entrevista à Gazeta Esportiva.Net, havia dito que não aceitaria mais passivamente um protesto como o de 2004, quando a mesma torcida o fez deixar o clube reclamando de perseguição depois da eliminação na Libertadores.

Neste sábado, os torcedores praticamente só pouparam Rogério Ceni, que falhou na derrota para o The Strongest, e atacaram também Juvenal Juvêncio e Adalberto Baptista. O diretor de futebol gerou insatisfação nos últimos dias por demitir o fisioterapeuta Luiz Rosan e participar de prova de automobilismo em Portugal enquanto o time fazia jogo decisivo na Bolívia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.