Tamanho do texto

Atacante do Santos marcou dois gols na goleada do Brasil sobre a Bolívia por 4 a 0 e admitiu cansaço pela maratona de jogos

Neymar fez dois gols na vitória por 4 a 0 do Brasil sobre a Bolívia
Juan Karita/AP
Neymar fez dois gols na vitória por 4 a 0 do Brasil sobre a Bolívia

Autor de dois gols na vitória por 4 a 0 sobre a Bolívia, Neymar foi sacado por Luiz Felipe Scolari ainda no intervalo. Uma substituição apenas preventiva, em função da maratona enfrentada pelo jogador para atuar em Santa Cruz de la Sierra dois dias depois de ter defendido o Santos, na capital paulista, frente ao São Caetano.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"No finalzinho (do primeiro tempo), eu estava um pouco cansado por ter jogado na quinta-feira. Mas me senti bem em campo, pude ajudar a Seleção Brasileira com gol", comemorou o jogador, que diz ter sofrido com a marcação boliviana.

Leia mais: Neymar faz dois gols na Bolívia, e Felipão vence a 1ª desde retorno à seleção

"Para a gente, é totalmente diferente. Foi um jogo como se estivesse valendo três pontos, como se fosse final de campeonato. Quem está fora pensa que é amistoso, que não tem carrinho, não tem entrada dura. Nada disso. Dentro de campo, todo mundo quer ganhar", emendou o santista.

Os carrinhos e as entradas mais duras foram, a propósito, uma das justificativas de Felipão para a alteração no intervalo.

"Ele jogou 45 minutos, fez dois gols e tinha uma ou outra jogada mais melindrosa. Então, achei preferível que ele saísse de campo e voltasse a seu clube na melhor condição possível", explicou o treinador, que tratou de mandar uma mensagem de pronta recuperação a Muricy Ramalho, comandante do Santos, internado por diverticulite.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.