Tamanho do texto

Tradicional adereço dos turistas que voltam de Salvador foi improvisada em torno do estádio que receberá jogos da Copa das Confederações de da Copa do Mundo

Fita do Bonfim se abre na entrada da Fonte Nova
Divulgação/Flickr Fonte Nova
Fita do Bonfim se abre na entrada da Fonte Nova

Uma cerimônia diferente marcou a semana de inauguração da Arena Fonte Nova, que servirá de sede para a Copa das Confederações deste ano e da Copa do Mundo de 2014 . Ao invés de partir um laço comum, em cerimônia protocolar nesses casos, a organização decidiu desfazer o nó de uma fita do Senhor do Bonfim gigante que envolvia o estádio.

Fonte Nova ainda passa por retoques a um dia do clássico entre Bahia e Vitória

O evento ocorreu no final da tarde deste sábado e contou com as presenças de Frank Alcântara, presidente da Arena Fonte nova, de Douglas, diretor de mercado do grupo Petrópolis (a empresa comprou os direitos de nome do estádio por uma década, investindo R$ 10 milhões ao ano), e de Ney Campello, secretário estadual da Copa do Mundo de 2014.

Conforme o trio explicou em discurso acompanhado de perto por alguns operários, o rompimento da fita do Senhor do Bonfim ocorre quando um desejo é realizado - neste caso, a concretização da Fonte Nova. O tecido vermelho que foi colocado ao redor do estádio tinha 720 metros (as pulseiras tradicionais na Bahia possuem exatos 47 centímetros, medida do braço direito da estátua de Jesus Cristo do altar-mor da mais famosa igreja de Salvador).

As festividades pela inauguração da Fonte Nova não acabaram neste sábado. No domingo, dois dias após a presidenta Dilma Rousseff discurar no estádio, o local receberá performances artísticas de Ivete Sangalo, Cláudia Leitte, Dan Miranda (do grupo Filhos de Jorge), Margareth Menezes, Márcia Short e Mariene de Castro. A banda Olodum está encarregada da execução do Hino Nacional Brasileiro antes da disputa do clássico entre Bahia e Vitória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.