Tamanho do texto

Com jogadores de clubes brasileiros, técnico tenta encontrar último ajuste antes de torneio

Ronaldinho Gaúcho jogou contra a Inglaterra em fevereiro e agora tem nova chance
AP
Ronaldinho Gaúcho jogou contra a Inglaterra em fevereiro e agora tem nova chance

O técnico Luiz Felipe Scolari tem mais um teste para observar os jogadores da Seleção Brasileira antes da Copa das Confederações. Em jogo agendado como homenagem ao torcedor Kevin Beltrán Espada, morto em jogo da Libertadores, o treinador do Brasil escala uma equipe caseira para encarar a Bolívia, neste sábado, às 16h30 (de Brasília), no Estádio Ramón ‘Tahuichi’ Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra.

Antes de embarcar para a Bolívia, Neymar se anima por voltar a jogar com Pato

Mesmo sem contar com os atletas que atuam no exterior, o treinador da Seleção quer avaliar o comportamento do time neste jogo, para projetar a convocação para o torneio de junho. "Da base com 17 jogadores que tenho na Bolívia, 13 ou 14 também estarão no jogo contra o Chile (próximo amistoso). É a oportunidade de jogar no mínimo dois jogos, para termos uma ideia de quem pode ser convocado também para a Copa das Confederações", afirmou.

Leia também: Internauta do iG elege Neymar como a maior decepção da seleção de Felipão

A partida deste sábado será fundamental para Ronaldinho Gaúcho, que, depois da atuação apagada na derrota em amistoso contra a Inglaterra, quando até perdeu um pênalti, foi esquecido nos compromissos diante de Itália e Rússia. O astro do Atlético-MG disputa teoricamente um espaço com Kaká e tem agora a chance de tentar se destacar com o Brasil.

Como o jogo não está marcado para uma data estipulada pela Fifa para amistosos, Felipão foi obrigado a formar o grupo com 17 jogadores que atuam no futebol nacional. Assim, o treinador também aproveita o compromisso para promover o retorno de Alexandre Pato à Seleção, depois das boas atuações do atacante pelo Corinthians.

O clube paulista é o que mais cedeu atletas para este amistoso. Além do atacante, os volantes Ralf e Paulinho também estão convocados, assim como o quarto goleiro do plantel de Tite, o garoto Matheus Caldeira, que sequer estreou pelos profissionais do Corinthians.

A partida foi marcada pela Confederação Brasileira de Futebol para prestar homenagem a Kevin Beltrán, que morreu ao ser atingido por um sinalizador na partida entre Corinthians e San José, em Oruro, pela Copa Libertadores. Felipão explicou que o compromisso servirá para fomentar o "carinho e a união" entre Brasil e Bolívia.

Mesmo assim, o amistoso gera polêmica no país anfitrião, já que a família do torcedor reclama por ainda não saber a real porcentagem que receberá. A CBF deixará toda a renda do duelo para a Federação Boliviana de Futebol, que terá o poder de decidir qual o montante que será destinado aos familiares do garoto.

Em campo, a seleção boliviana tenta aproveitar o ganho esportivo por enfrentar o Brasil. O treinador da equipe anfitriã, o espanhol Xabier Azkargorta, ficou animado com o amistoso. "Em julho de 2012, já me falavam de jogar contra Espanha e Brasil. Neste sábado, jogaremos contra a Seleção Brasileira. Atuar contra jogadores como Ronaldinho, Neymar e Pato será grandioso", afirmou.

A atração da equipe boliviana é o atacante Marcelo Moreno, que está afastado do elenco principal do Grêmio e chegou a ter seu futuro na seleção colocado em dúvida, mas foi convocado pelo treinador e deve ser titular.

FICHA TÉCNICA -  BOLÍVIA X BRASIL

Local: Estádio Ramón ‘Tahuichi’ Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra (na Bolívia)
Data: 6 de abril de 2013, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Patricio Loustau (da Argentina)
Assistentes: Ernesto Uziga e Ezequiel Brailovscky (ambos da Argentina)

BRASIL: Jefferson; Jean, Dedé, Réver e André Santos; Ralf, Paulinho, Jadson e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Alexandre Pato
Técnico: Luiz Felipe Scolari

BOLÍVIA: Sergio Galarza; Marvin Bejarano, Rony Jiménez, Edward Zenteno e Jair Torrico; Edivaldo Rojas, Ronald García, Alejandro Chumacero e Jhasmani Campos; Marcelo Moreno e Carlos Saucedo
Técnico: Xabier Azkargorta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.