Tamanho do texto

Titular da seleção brasileira contra a Bolívia, vascaíno não descartou transferência em junho

Dedé defendeu a seleção na Bolívia
Divulgação/CBF
Dedé defendeu a seleção na Bolívia

Depois de defender a seleção brasileira na vitória sobre a Bolívia , em Santa Cruz de la Sierra, Dedé foi questionado sobre a possibilidade de transferência para o Corinthians. Ainda que tenha dito desconhecer a negociação, agradeceu o interesse.

Leia também: Reunião entre Corinthians e Vasco reacende negócio por Dedé

"Eu gosto disso, é uma coisa que me valoriza. Sempre agradeço ao Corinthians pela valorização, mas meu foco está no trabalho que venho fazendo no Vasco. Se acontecer alguma coisa, todo o mundo vai ficar sabendo", comentou o zagueiro.

Na última sexta-feira, o gerente de futebol do Corinthians, Edu, recebeu o diretor executivo do clube cruzmaltino, René Simões, no CT alvinegro. Segundo eles, embora o assunto Dedé tenha vindo eventualmente à tona, não houve nenhuma negociação.

A verdade é que o Vasco, antes avesso à possibilidade de vender o beque, agora conta com o dinheiro da transferência. O clube, que tem 45% dos direitos econômicos do atleta de 24 anos e vive grase financeira, já dá como certa a sua saída até o meio da temporada.

"Eu não sei. Minha cabeça não tinha esse pensamento de sair, mas estão acontecendo várias coisas. Não sei o que pode acontecer. Também não sei se há contato do Corinthians. Se estiverem fazendo, é direto com o Vasco", disse Dedé, que não vê com maus olhos a ida ao campeão mundial.

"O Corinthians é um grande clube. Não vou falar que não gostaria de jogar lá, mas eu não estou sabendo de nada. Quando chegar ao Rio, vou procurar saber o que está acontecendo", concluiu o zagueiro da Seleção Brasileira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.