Tamanho do texto

Fazendo dupla com Michael, o atacante marcou quatro vezes no trabalho realizado nas Laranjeiras

Sob clima descontraído, o técnico Abel Braga comandou treino de finalizações no Fluminense . Sem marcar há 83 jogos, o atacante Rhayner foi o grande destaque das atividades. Para a alegria dos companheiros, o jogador foi festejado por solitário torcedor nas arquibancadas em cada uma das quatro vezes em que foi às redes.

Realizada com frequência por Abel, a atividade de finalizações foi precedida por bobinho e forte treino de finalizações. Nela, três jogadores se localizaram de cada lado do campo e alçavam bolas na área para outros dois concluírem. Pela direita, os responsáveis pelos cruzamentos foram Bruno, Wallace e Jean, enquanto Carlinhos, Monzón e Felipe ficaram no lado esquerdo.

Rhayner, atacante do Fluminense
Rossana Fraga/Photocamera
Rhayner, atacante do Fluminense

Fazendo dupla com Michael, Rhayner marcou quatro vezes. A cada tento, o camisa 22 era alvo de brincadeiras dos companheiros e de um torcedor nas arquibancadas, que festejou muito os feitos.

Após o treino específico de finalizações, alguns jogadores seguiram no gramado para atividade tática de dois toques em campo reduzido. Um time era formado por Anderson, Monzón, Elivélton, Jean, Deco, Samuel e Fred, enquanto o outro contava com Wallace, Digão, Fábio Braga, Felipe, Valência e Michael.

Três jogadores, porém, sequer pisaram no gramado das Laranjeiras. Favorito a assumir a vaga do convocado Jean contra o Resende, Diguinho sofreu dores musculares e não participou das atividades, assim como Wellington Nem, que sofreu entorse no joelho esquerdo e mais uma vez realizou trabalhos específicos, sendo desfalque praticamente certo para a partida de sábado.

Já Thiago Neves segue trabalhando no fortalecimento de sua panturrilha esquerda. Apesar de surpreender os médicos com a sua boa recuperação, o meia ainda precisa de tempo para ficar à disposição do técnico Abel Braga e não deve atuar no duelo da Libertadores contra o Grêmio, na próxima quarta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.