Tamanho do texto

O ex-jogador aproveitou para destacar a importância que o time carioca e o Santos tiveram para o desenvolvimento do futebol brasileiro

Pelé visitou o Botafogo e ganhou uma camisa do clube carioca
Flickr oficial
Pelé visitou o Botafogo e ganhou uma camisa do clube carioca

O Botafogo recebeu um convidado ilustre na manhã desta quinta-feira. Pelé, o Rei do Futebol, eterno camisa 10 do Santos e da Seleção Brasileira, esteve em General Severiano, sede do Glorioso, para a gravação de um comercial com o lutador de MMA Anderson Silva.

"É sempre um grande prazer retornar a General Severiano. Pena que os meus queridos amigos não estão mais aqui. Conversando com o Anderson Silva, comecei a falar de bons jogadores do Botafogo que muitos não chegaram a ver em campo, como Quarentinha, Garrincha, Amarildo, Zagallo, aí comecei a falar em Carlos Alberto Torres, e não parei mais. Falei 10 nomes em apenas um segundo. Botafogo e Santos foram os dois melhores clubes do Brasil, a base da Copa de 70. É uma alegria muito grande estar por aqui", disse Pelé.

Pelé autografa camisa do Botafogo
Flickr oficial
Pelé autografa camisa do Botafogo

A Seleção de 70, considerada por muitos o melhor time de todos os tempos, tinha cinco jogadores do Santos (além de Pelé, Carlos Alberto Torres, Joel, Clodoaldo e Edu) e três do Botafogo (Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cézar Caju).

"Os jogadores dos dois times brincavam o tempo todo, um tirava sarro do outro. Tirávamos onda que a Vila Belmiro era melhor do que General Severiano. Os dois melhores times do Brasil, quando se encontravam, não dava para jogar, nem na Vila Belmiro, nem em General Severiano, tinha que jogar no Maracanã ou em outro estádio grande, pois sempre lotava. Não cabia mais ninguém", lembrou.

Presenteado pelo Conselho Diretor do Botafogo com uma camisa personalizada, Pelé aproveitou para destacar a importância que o Glorioso e o Santos tiveram para o desenvolvimento do futebol brasileiro.

"Não só para a torcida do Botafogo, mas pela alegria que o Botafogo deu para todos os brasileiros. Tem uma coisa importante que os jovens precisam saber: no nosso tempo a gente não tinha todo esse apoio dos patrocinadores, não. A gente tinha que ralar mesmo. Então, Santos e Botafogo viviam viajando por todo o mundo, só faltou jogarmos na lua. E isso o Brasil deve para nós, pois nós fizemos essa promoção do futebol brasileiro. Para vocês que são mais jovens, tomem conta disso", afirmou.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.