Tamanho do texto

Rivais lutam contra o rebaixamento no Paulistão e resultado não alivia para nenhum dos dois

O duelo direto pela briga contra o rebaixamento não terminou bem para ninguém. Nesta terça-feira, mesmo contando com um jogador a mais desde o início do segundo tempo, o Ituano não conseguiu sair do 0 a 0 com o União Barbarense atuando em casa pelo Campeonato Paulista.

O técnico Claudemir Peixoto optou por abandonar o 3-5-2 dos últimos jogos e escalar a Leão da 13 com três atacantes. De início, a opção pareceu ter rendido frutos, já que os visitantes tiveram mais oportunidades no primeiro tempo.

No entanto, a equipe não conseguiu abrir o placar e ainda perdeu o zagueiro Rafael Silva, que foi expulso no começo do segundo tempo por cometer falta em Thiago Bezerra em chance clara de gol. O Ituano melhorou no jogo, mas não conseguiu transformar a vantagem numérica em gols.

Assim, o Galo chega aos 14 pontos e dorme fora da zona de rebaixamento, mas pode perder a 16ª posição caso o Atlético Sorocaba derrote o Mirassol no sábado. Enquanto isso, a União Barbarense segue na 18ª colocação com 13 pontos.

O jogo
Mesmo atuando fora de casa, a União Barbarense logo assustou. Com apenas dois minutos de jogo, Cesinha recebeu pela esquerda da área e bateu para grande defesa de Anderson.

Aos 15 minutos, a União teve uma nova oportunidade de abrir o placar. No entanto, Anderson foi bem mais uma vez para defender em dois tempos o chute de Alex após jogada individual.

A equipe seguiu melhor na partida e Alex voltou a aparecer aos 22 minutos, dessa vez com um cruzamento para Caihame. O atacante pegou de primeira na área, mas o chute saiu muito alto, passando por cima do gol.

A primeira boa chance do Ituano veio apenas aos 31 minutos, quando Thiago Bezerra cabeceou para defesa de Walter. A resposta veio três minutos depois, com Alex cobrando falta e Leandro Silva tentando sacar, mas desviando na direção da própria meta. Anderson impediu o gol contra.

Após Anderson salvar no início do primeiro tempo, foi a vez de Walter aparecer na segunda para defender um forte chute de Thiago Bezerra no primeiro lance após o intervalo. Aos nove minutos, o centroavante avançou para ficar cara a cara com o goleiro do Ituano, mas foi parado com falta por Rafael Silva, que recebeu o cartão vermelho.

A expulsão encerrou o domínio da Barbarense. Melhor no etapa inicial, a equipe passou a ser dominada com dez jogadores e quase sofreu o primeiro gol aos 22 minutos, quando Thiago Bezerra girou na área, batendo para defesa de Walter.

O Galo passou a encontrar maiores dificuldades para entrar na área visitante, mas reservou uma forte pressão para os minutos finais. Depois dos 40 minutos, Adaílton levou perigo com um chute e uma cabeçada e Michel ainda arriscou uma finalização de fora da área bem defendida por Walter.

FICHA TÉCNICA -  ITUANO 0 X 0 UNIÃO BARBARENSE

Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data: 3 de abril de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Maiza Teles Paiva
Árbitros adicionais: Fábio de Jesus Volpato Mendes e Sérgio da Rocha Gomes
Cartões amarelos: Marinho e Thiago Bezerra (Ituano); Juliano e César (União Barbarense)
Cartão vermelho: Rafael Silva (União Barbarense)

ITUANO: Anderson; Leandro Silva, Vitor Hugo, Cleber e Patrick; Cambará, Paulinho (Michel), Kleiton Domingues e Fernando Gabriel (Adailton); Marinho (Clayson) e Thiago Bezerra
Técnico: Doriva

UNIÃO BARBARENSE: Walter; Alex Reinaldo, Juliano, Rafael Silva e César; Bruno Pires, Cláudio Britto e Guilherme Batata (Edilson Azul); Cesinha, Bachin (Junior Goiano) e Caihame (Julio Cesar)
Técnico: Claudemir Peixoto