Tamanho do texto

Atacante está contundido e não viajou para Bogotá onde a equipe enfrenta o Millonarios

Tite e Guerrero em treino do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Tite e Guerrero em treino do Corinthians

Tite disse ter conversado com Guerrero antes do embarque do Corinthians para Bogotá, na última segunda-feira. Como o peruano ainda reclamava de dores na coxa direita, o treinador resolveu deixá-lo fora da partida de quarta-feira contra o Millonarios.

Deixe seu comentário para esta notícia

“Foi melhor segurar”, lamentou o gaúcho, prevendo dificuldades na ausência do centroavante. Sua função será executada por Alexandre Pato no estádio El Campín, mas as características do camisa 7 são bem diferentes daquelas do herói do Mundial.

“A equipe teve alguma dificuldade quando o Paolo chegou, mas se acostumou a jogar com um pivô. A bola chega à lateral e é colocada na área, porque os jogadores sabem que há uma referência lá. Ainda não estamos acostumados com o Pato”, comentou o técnico.

O camisa 7 é um jogador de mais movimentação. Sua forma de atuar o permitiu formar dupla com o próprio Guerrero em partidas anteriores na Copa Libertadores. “Agora vamos ter de nos acertar sem o Paolo, buscar o entrosamento para fazer um bom jogo”, disse Tite.

O treinador confirmou ainda que pretende deixar Danilo aberto na esquerda desde o início da partida, ajuste feito durante a vitória sobre o São Paulo. Assim, Romarinho ocupará a faixa mais central do gramado, com Emerson se aproximando de Pato pela direita.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.