Tamanho do texto

O meio-campista esteve prestes a deixar o Santos rumo ao Botafogo-SP, mas permaneceu no clube praiano

Contratado em meados de 2009 como uma promessa para o futuro do Santos, o volante Alan Santos viveu momentos difíceis na Vila Belmiro. Com uma má estreia no profissional, em jogo contra o Fluminense, no Campeonato Brasileiro daquele ano, o meio-campista chegou a retornar para o sub-20 do clube, e, após um período em baixa, parece viver os seus melhores dias no clube praiano.

Alan Santos, jovem atleta santista
Flickr
Alan Santos, jovem atleta santista

Isto porque Alan Santos esteve prestes a deixar o time santista, pois seria emprestado ao Botafogo-SP. No entanto, uma boa atuação no clássico com o Palmeiras, na última rodada do Brasileirão do ano passado, ajudou o técnico Muricy Ramalho a enxergar o potencial no jogador e impediu que a transferência fosse concretizada.

Leia mais: Léo e Assunção são as principais novidades no treino do Santos

Feliz com a atual fase, Alan Santos lembrou os problemas enfrentados por ele para, enfim, revitalizar a sua carreira. As saudades da família, que ficou em Salvador (BA), a separação dos seus pais e o aborto espontâneo sofrido por sua esposa, em 2012, foram alguns dos fatores superados pelo volante.

“A adaptação foi complicada. Ficar longe da família com 18 anos, sozinho aqui, não foi fácil. Depois, a separação dos meus pais. Mais tarde, a minha esposa perdeu o bebê. Não foi algo simples, depois correu o risco. Vinha treinar com a cabeça muito cheia, mas agora estou livre e quero conquistar o meu espaço”, disse Alan Santos.

Além das novas chances na equipe, o meio-campista está muito satisfeito por ter acertado a renovação de seu contrato com os alvinegros por mais três temporadas. “Fico muito feliz que o meu trabalho está sendo reconhecido, depois de tudo o que passei fora de campo. Hoje, meu lado psicológico está muito bom. O contrato também está renovado, saiu do jeito que eu queria. Meu empresário fez tudo certo, queria ficar aqui e vou ficar. Graças a Deus tudo se resolveu da melhor maneira possível”, concluiu.

Em alta com Muricy, Alan Santos tem grandes chances de ser mantido entre os titulares para o duelo com o São Caetano, marcado para a próxima quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), no Pacaembu. Até porque o volante Arouca, que apresentou dores na coxa direita em treino leve realizado no último sábado, em Bauru, dificilmente terá condições de jogar contra o time do ABC, em confronto válido pela 17ª rodada do Campeonato Paulista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.