Tamanho do texto

Time venceu o Feirense no domingo e é o único com 100% de aproveitamento na segunda fase do Estadual, com nove pontos conquistados

Caio Júnior, técnico do Vitória
Divulgação
Caio Júnior, técnico do Vitória

O domingo foi de tristeza e alegria para o técnico do Vitória, Caio Júnior. A felicidade veio por causa do triunfo por 4 a 1 em cima do Feirense e por ver a equipe próxima do nível físico que considera “ideal”.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

“Estamos começando a chegar perto do ideal. Espero que, neste ritmo, possamos chegar lá em cima no final da competição e no início do Brasileirão. Estamos bem fisicamente”, explicou.

A tristeza ficou por conta do meia Leílson. O armador entrou em campo nesse domingo como titular pela primeira vez em quatro meses, depois de uma grave lesão no joelho direito. No entanto, ele sentiu um incômodo muscular, teve que deixar a partida e virou dúvida para o clássico do próximo domingo, contra o Bahia.

“Só tenho a lamentar. É um menino espetacular, que sofreu muito nesse tempo sem jogar. Temos conversado o tempo todo, ele estava bem e achei que seria a hora de botar para jogar. Entrou bem, mas infelizmente sentiu algo no músculo”, lamentou.

Os jogadores que não atuaram contra o Feirense se reapresentam para os treinos na tarde desta segunda, no CT Manoel Pontes Tanajura. Já os atletas que estiveram em campo ganham folga e só voltam às atividades, de olho no clássico, nesta terça. Após três rodadas, o Vitória é o único time com 100% de aproveitamento na segunda fase do Estadual, com nove pontos conquistados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.