Tamanho do texto

Com o resultado, o Internacional alcança os dez pontos e se mantém na primeira colocação do Grupo B do segundo turno estadual

Internacional só empatou com o São José
Edu Adrade/Fatopress/Gazeta Press
Internacional só empatou com o São José

O gramado sintético do estádio Passo D’Areia voltou a fazer uma nova vítima. O time misto do Internacional não conseguiu superar a retranca do São José-RS e proporcionou um amargo empate sem gols ao seu torcedor. O tropeço nesta quarta rodada da Taça Farroupilha também impediu o técnico Dunga de alcançar o recorde de sete vitórias consecutivas pelo Colorado, estabelecido pelo atual treinador do Corinthians, Tite.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o resultado, o Internacional alcança os dez pontos e se mantém na primeira colocação do Grupo B do segundo turno estadual. O time, contudo, aparece com os mesmos dez pontos de Juventude e Veranópolis. As equipes também empataram os seus jogos nesta quarta-feira e contribuíram para a manutenção do equilíbrio entre os líderes do torneio.

O jogo

O Internacional deu indícios de que não sofreria com o gramado sintético e iniciou o duelo pressionando o São José. Logo aos oito minutos, o argentino Dátolo alçou a bola para dentro da área e Gilberto testou muito perto da meta de Vitor. A investida, porém, foi a única que realmente ameaçou os donos da casa e não serviu para empolgar o time comandado pelo tetracampeão Dunga.

A partida seguiu em ritmo monótono e ambas as equipes abusavam dos erros de passe no meio-campo. O Colorado tinha seu estilo de jogo prejudicado pela velocidade com que a bola corria e adotava uma cautela excessiva para não expor os atletas a problemas físicos. Ciente do temor adversário, o São José soube se organizar para evitar qualquer investida e até ameaçou o goleiro Muriel, em desvio de Luizinho, aos 30 minutos.

Com o início do segundo tempo, as duas equipes procuraram no banco de reservas a solução para os seus problemas. Os técnicos abusaram das substituições e tornaram as bolas paradas uma prioridade para os jogadores. O atacante Gilberto foi quem melhor atendeu ao conselho do comandante e obrigou Vitor a espalmar uma forte cobrança de falta, aos seis minutos.

A sequência do que se viu foi uma repetição dos erros do primeiro tempo e uma larga vantagem mantida pelos defensores de ambos os lados. O Inter abdicou do ataque após a metade da etapa complementar e apenas administrou o empate para sair de campo com um ponto na conta. Já o São José se conformou com o resultado diante de um dos favoritos ao título e evitou qualquer exposição na frente. O time somou o seu primeiro ponto no Grupo B da competição e precisa voltar a vencer para fugir da briga contra a zona do rebaixamento

FICHA TÉCNICA
SÃO JOSÉ 0 x 0 INTER

Local: estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre-RS
Data: 27 de março de 2013, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Júlio César dos Santos e Lúcio Beiersdorf (ambos do RS)
Cartões Amarelos: Gustavo, Diego Rocha, Goiano e Cléber Oliveira (São José); Alan (Inter)

SÃO JOSÉ: Vitor; Tiago Matos, Gustavo, Everton e Diego Rocha; Bruno Martins, Maycon (Goiano), Hugo (Aldayr) e Cléber Oliveira; Henrique e Luizinho (Lucas Gaúcho)
Técnico: Agenor Piccinin

INTER: Muriel; Gabriel, Alan, Romário e Fabrício; Airton, Josimar, Dátolo e Vitor Júnior; Gilberto (Caio) e Leandro Damião
Técnico: Dunga