Tamanho do texto

Jovem atacante marcou os três gols da vitória sobre o Macaé, no estádio de São Januário

Uma das novidades na escalação de Abel Braga, o jovem atacante Michael, de 19 anos, aproveitou a chance logo na sua estreia pela equipe principal e foi o protagonista da vitória de virada sobre o Macaé, nesta quarta-feira, em São Januário, por 3 a 1. No lugar de Fred, preservado após defender a seleção, o atacante mostrou faro de artilheiro e fez os três gols do Fluzão.

Outro destaque do Fluminense foi Wagner, cérebro do meio-campo e que deu duas assistências. Já Rhayner. O jejum de gols continua. O atacante lutou, fez boas jogadas e sofreu um pênalti quando o jogo estava 3 a 1. Ele se apresentou para bater, mas isolou a cobrança. Foi o segundo pênalti que Rhayner perdeu pelo Tricolor. Ao todo, ele não marca há 82 jogos.

Jovem Michael brilhou pelo Fluminense
Uanderson Fernandes / Agência O Dia
Jovem Michael brilhou pelo Fluminense

Agora, o Fluminense tem sete pontos e lidera, com um jogo a mais do que o Resende (tem seis pontos), o Grupo B da Taça Rio. O Macaé para nos três pontos.

Abel Braga surpreendeu na escalação do Fluminense. Sem poder contar com Wellington Nem, que sofreu uma entorse no joelho esquerdo e foi poupado, o técnico lançou Rhayner. Porém, não parou por aí e tirou Deco e Samuel. Marcos Junior e Michael foram titulares. O comandante utilizou Diego Cavalieri e Jean, que voltaram da Seleção. Fred, que também estava com a delegação brasileira, foi preservado.

Na próxima rodada, no sábado, o Fluminense encara, às 16h, o Boavista em Moça Bonita. O Macaé entra em campo no domingo e recebe o Duque de Caxias.

O jogo
O Macaé aprontou no começo da partida. Após erro tricolor na saída de bola, o time se aproveitou para encaixar o contra-ataque e Douglas Assis acertou um chute colocado. Diego Cavalieri não conseguiu evitar: 1 a 0.

O Fluminense reagiu após a parada técnica. O jovem Michael aproveitou vacilo da zaga do Macaé, roubou a bola e invadiu a área para empatar o jogo. A virada não demorou. E novamente a estrela de Michael brilhou. Wagner cruzou da esquerda e o atacante fez 2 a 1.

O Tricolor quase ampliou com Marcos Junior, que arriscou de fora da área após driblar a marcação, mas o chute foi para fora. A noite era mesmo de Michael. No fim do primeiro tempo, Wagner, de calcanhar, tocou para o atacante chutar da entrada da área e fazer o terceiro gol do Fluzão.

"Nunca tinha feito três gols em um jogo inteiro, imagine em um tempo só. Isso é resultado de trabalho, de muito treinamento", disse Michael no intervalo.

O Fluminense começou o segundo com tudo e teve chance de ampliar. Pela direita, Rhayner chutou, o goleiro Luís Henrique deu rebote, mas Marcos Junior isolou. O Macaé ensaiou uma pressão, mas parou em Diego Cavalieri em duas oportunidades. O Flu, já com Rafael Sobis no lugar de Marcos Junior, não se assustou e continuou superior. Rhayner sofreu pênalti. Ele foi para cobrança e isolou. O jejum de 82 jogos sem marcar continua.

O Tricolor tratou de tocar a bola e administrar o resultado com tranquilidade. E graças ao faro de artilheiro de Michael.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 X 1 MACAÉ

Local : Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data : 27 de março de 2013 (Quarta-feira)
Horário : 19h30 (de Brasília)
Público : 703 pagantes
Árbitro : Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes : Silbert Sisquim (RJ) e Eduardo Couto (RJ)
Cartão amarelo : Norton (Macaé)

Gols :
FLUMINENSE: Michael aos 23, 26 e 44 minutos do primeiro tempo
MACAÉ: Douglas Assis aos 14 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE : Diego Cavalieri; Bruno (Wallace), Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean, Wágner e Rhayner; Marcos Júnior (Rafael Sóbis) e Michael (Samuel)
Técnico : Abel Braga

MACAÉ : Luis Henrique; Daniel (Edson), Diego, Douglas Assis e Rodrigo Fernandes; Gedeil, Lenon, Michel, Norton (Jones) e Marco Goiano (Danilo); Anderson Costa
Técnico : Toninho Andrade