Tamanho do texto

Slim Jdidi, da Tunísia, havia sido suspenso indefinidamente de jogos internacionais após falhar na semifinal da Copa Africana deste ano

Reuters

Mesmo suspenso, o árbitro Slim Jdidi foi pré-selecionado para atuar na Copa de 2014
Reprodução
Mesmo suspenso, o árbitro Slim Jdidi foi pré-selecionado para atuar na Copa de 2014

O árbitro tunisiano Slim Jdidi, suspenso no mês passado pela Confederação Africana de Futebol devido a erros cometidos na recente Copa Africana de Nações, está entre os pré-selecionados da Fifa para apitar na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Ele é um dos sete árbitros da África indicados para participar de um seminário da Fifa no final de abril no Marrocos, um dos vários treinamentos, seminários e testes pelos quais passam os árbitros pré-selecionados para a Copa.

Jdidi, de 42 anos, foi suspenso indefinidamente depois da semifinal da Copa Africana, quando expulsou Jonathan Pitroipa, de Burkina Faso, e deixou de marcar um pênalti aparentemente legítimo a favor da equipe, apitando depois um pênalti duvidoso para a rival Gana. Apesar disso, Burkina se classificou para a final, na disputa de pênaltis.

Veja também: Japão perde vaga antecipada; Argentina, Alemanha e Holanda ficam perto da Copa

No dia seguinte, a Confederação Africana suspendeu Jdidi e anulou o cartão vermelho dado a Pitroipa, depois de o tunisiano escrever uma carta admitindo seu erro.

Ele continuou apitando jogos do Campeonato Tunisiano, mas não voltou a ser escalado em partidas internacionais.

A Fifa pré-selecionou 52 árbitros para a Copa, com suas respectivas duplas de assistentes. A lista ainda será reduzida a 30 árbitros para o Mundial.