Tamanho do texto

O treinador do Brasil optou por escalar um primeiro volante de ofício e convocou Fernando para os empates com Itália e Rússia

Paulinho em ação pela seleção
Mowa Press
Paulinho em ação pela seleção

Com três partidas e nenhuma vitória em seu retorno à Seleção Brasileira, o técnico Luiz Felipe Scolari tem deixado clara sua preferência por um esquema com um volante de marcação. E o corintiano Paulinho já se candidata para assumir a função caso o jovem Fernando não consiga se firmar na equipe, assim que se recuperar da lesão que causou seu corte da convocação.

Felipão, após a derrota por 2 a 1 para a Inglaterra, demonstrou insatisfação com os espaços deixados no meio de campo pela dupla formada por Ramires e Paulinho. A partir daí, optou por escalar um primeiro volante de ofício e convocou Fernando para os empates com Itália e Rússia.

Tanto Cesare Prandelli, quando Fabio Capello, treinadores dos adversários dos amistosos, revelaram ter apostado nos buracos defensivos dos brasileiros. Entrevistado pelo canal SporTV, Paulinho se colocou à disposição para, quando retornar de lesão, assumir a função de marcador canarinho.

“Eu joguei bem pouco, foram só algumas vezes como primeiro volante. Tem que se adequar rápido à função. Com um tempinho de trabalho, acho que dá para fazer. Depende do esquema. Temos que nos adaptar o mais rápido possível, pois temos Copa das Confederações e Copa do Mundo”, afirmou o volante, que promete ser decisivo também com a camisa amarelinha: “Tenho que fazer na Seleção o que faço no Corinthians.”